Pedro Suárez - Aulas Particulares

Pedro Suárez - Aulas Particulares

Fornecemos aos alunos um meio de contacto para investirem na sua formação científica. Bem-vindos!

Funcionando normalmente

Photos from Pedro Suárez - Aulas Particulares's post 19/01/2024

👨‍🏫EXPLICAÇÕES DE BIOLOGIA E GEOLOGIA...
✏️Explicações e aulas particulares de:
🔬Biologia e Geologia de ensino secundário (incluindo preparação para exames nacionais).
🎓Biologia de ensino superior (Biologias Celular, Molecular e Evolutiva, Bioquímica Básica, Botânica e Zoologia).
🏡Se precisar da nossa metodologia pedagógica para nutrir a sua formação, ofereça-nos o prazer da sua visita! Aguardamos, expectantes, o seu contacto. Até breve!
🦠🔬🧬🌱🌳🌴🧪🐛🦋🦚🪶🐘🌾

☎️915 167 509
✉️[email protected]
🏡Rua da Boavista, Porto.

📍Explicações presenciais e
💻Explicações online.

26/12/2023

👨‍🏫EXPLICAÇÕES DE BIOLOGIA E GEOLOGIA...
✏️Explicações e aulas particulares de:
🔬Biologia e Geologia de ensino secundário (incluindo preparação para exames nacionais).
🎓Biologia de ensino superior (Biologias Celular, Molecular e Evolutiva, Bioquímica Básica, Botânica e Zoologia).
🏡Se precisar da nossa metodologia pedagógica para nutrir a sua formação, ofereça-nos o prazer da sua visita! Aguardamos, expectantes, o seu contacto. Até breve!
🦠🔬🧬🌱🌳🌴🧪🐛🦋🦚🪶🐘🌾

☎️915 167 509
✉️[email protected]
🏡Rua da Boavista, Porto.

📍Explicações presenciais e
💻Explicações online.

21/11/2023

👨‍🏫EXPLICAÇÕES DE BIOLOGIA E GEOLOGIA...
✏️Explicações e aulas particulares de:
🔬Biologia e Geologia de ensino secundário (incluindo preparação para exames nacionais).
🏡Se precisar da nossa metodologia pedagógica para nutrir a sua formação, ofereça-nos o prazer da sua visita! Aguardamos, expectantes, o seu contacto. Até breve!
🦠🔬🧬🌱🌳🌴🧪🐛🦋🦚🪶🐘🌾

☎️915 167 509
✉️[email protected]
🏡Rua da Boavista, Porto.

📍Explicações presenciais e
💻Explicações online.

Photos from Pedro Suárez - Aulas Particulares's post 16/11/2023

📰𝗘𝗡𝗧𝗥𝗘𝗩𝗜𝗦𝗧𝗔 𝗖𝗘𝗗𝗜𝗗𝗔 𝗔̀ 𝗘𝗠𝗣𝗥𝗘𝗦𝗔 𝗦𝗨𝗣𝗘𝗥𝗣𝗥𝗢𝗙
Há uns dias fui surpreendido por um e-mail da empresa Superprof, onde estou registado, através do qual demonstraram interesse em entrevistar-me. Ao amável Sr. Francisco S. deixo o meu agradecimento pelo seu raro profissionalismo, e a si, gentil aluno, deixo a entrevista, caso lhe interesse.
A todos vós, desejo bons estudos e reitero a minha disponibilidade para continuar a receber-vos nas nossas explicações. Muito obrigado!
📖
𝐏𝐞𝐝𝐫𝐨, 𝐡𝐚́ 𝐪𝐮𝐚𝐧𝐭𝐨 𝐭𝐞𝐦𝐩𝐨 𝐩𝐨𝐬𝐬𝐮𝐢 𝐢𝐧𝐭𝐞𝐫𝐞𝐬𝐬𝐞 𝐩𝐞𝐥𝐚 𝐝𝐢𝐬𝐜𝐢𝐩𝐥𝐢𝐧𝐚 𝐪𝐮𝐞 𝐥𝐞𝐜𝐢𝐨𝐧𝐚 𝐞 𝐞𝐦 𝐝𝐚𝐫 𝐚𝐮𝐥𝐚𝐬 𝐩𝐚𝐫𝐭𝐢𝐜𝐮𝐥𝐚𝐫𝐞𝐬?
Conta quem me criou, que nasci com uma profunda proclividade para o estudo da Natureza: aparentemente, quando em bebé com alguns meses fora do ventre, a única forma de distrair-me dos acessos de choro era colocar-me em frente da televisão a ver documentários de vida selvagem, uma vez que os desenhos animados e outros conteúdos televisivos não surtiam efeito. Depois, durante a infância e a juventude, nunca consegui desenvolver o gosto pelo desporto, nem por assuntos ditos normais para a idade, como chuteiras e bolas de futebol, carros, motas e aviões (nasci no século passado, pelo que ainda não havia 𝘵𝘢𝘣𝘭𝘦𝘵𝘴 ou 𝘴𝘮𝘢𝘳𝘵𝘱𝘩𝘰𝘯𝘦𝘴, e aquilo que os computadores "cúbicos" ou "paralelepipédicos" ofereciam era bastante limitado). Interessavam-me, sim, os modelos realistas de animais em plástico, as plantas e os livros de Ciência e, como comecei a aprender a ler aos cinco anos de idade, a minha família nutria as minhas tendências, oferecendo-me livros sobre Ciências Biológicas, Geológicas e Geográficas. Com o decorrer dos anos, fui alimentando a minha paixão pelas Ciências Naturais e acumulando algum conhecimento, juntamente com a formação oficial que, claramente, recebi através da escola. Após a adolescência, e com o natural amadurecimento do carácter, fui descobrindo que a tão desejada sabedoria só estaria ao alcance de quem fosse capaz de aumentar a sua mundividência, isto é, conhecer um pouco de praticamente todas as áreas do Saber. Portanto, quando entrei no ensino superior, embarquei, a par com a minha formação específica em Biologia, numa demanda intelectual pelos meandros da Literatura, da História e da Filosofia, o que me fez, e tem feito, sentir uma maior confiança na aquisição, no processamento e na interligação de conceitos. Não obstante, ainda hoje, embora me considere um apologista do conhecimento multidisciplinar, sei que ainda me resta um longo percurso cognoscente por trilhar e, nem que morra de vetusta idade, nunca me sentirei totalmente aplacado. E talvez seja esta sede de saber que, desde a minha juventude, me instiga a partilhar com os outros aquilo que vou aprendendo. Não sou docente do ensino obrigatório, porque as diretrizes e o programa escolar presentemente em vigor são francamente inadequados e potencialmente danosos. Assim, nas minhas aulas particulares tenho a oportunidade de guiar os meus queridos alunos da forma como considero mais adequada, através de uma metodologia pedagógica profundamente científica e personalizada, esta que tem sido suportada pelo sucesso discente.

𝐂𝐨𝐧𝐭𝐞-𝐧𝐨𝐬 𝐮𝐦 𝐩𝐨𝐮𝐜𝐨 𝐬𝐨𝐛𝐫𝐞 𝐚 𝐝𝐢𝐬𝐜𝐢𝐩𝐥𝐢𝐧𝐚 𝐪𝐮𝐞 𝐥𝐞𝐜𝐢𝐨𝐧𝐚, 𝐨𝐬 𝐭𝐨́𝐩𝐢𝐜𝐨𝐬 𝐪𝐮𝐞 𝐠𝐨𝐬𝐭𝐚 𝐝𝐞 𝐝𝐢𝐬𝐜𝐮𝐭𝐢𝐫 𝐜𝐨𝐦 𝐨𝐬 𝐚𝐥𝐮𝐧𝐨𝐬, 𝐞 𝐩𝐨𝐬𝐬𝐢𝐯𝐞𝐥𝐦𝐞𝐧𝐭𝐞 𝐚𝐪𝐮𝐞𝐥𝐞𝐬 𝐪𝐮𝐞 𝐠𝐨𝐬𝐭𝐚 𝐮𝐦 𝐩𝐨𝐮𝐜𝐨 𝐦𝐞𝐧𝐨𝐬!
Considerando que a Biologia ocupa-se do estudo de todas as formas de vida que habitam a Terra, incluindo o ser humano, e que a Geologia compreende as noções dos suportes físico e químico dos seres vivos, isto é, os minerais, as rochas e os fenómenos que lhes estão associados, pergunto-me, em jeito de brincadeira, claro, se haverá Ciências mais aliciantes, fascinantes e completas do que estas duas sobreditas! No caso da Biologia, que é onde os meus estudos incidem com maiores pormenor e exaustão, acabou por revelar-se-me evidente que, para a compreender satisfatoriamente, é necessário conhecer e entender os fundamentos básicos da Física e da Química. O mesmo acontece com a Geologia, mas por intermédio de diferentes tópicos. De qualquer forma, arrisco dizer que gosto de todas as áreas da Biologia, que são imensas, mas tenho na Biologia Celular e na Biologia Evolutiva um especial apreço, pois estas podem afigurar-se como as duas áreas mais fundamentais para a compreensão dos sistemas biológicos. Extracurricularmente, adoro conversar com os meus alunos sobre História da Ciência, não só por tratar-se de um tema que me interessa particularmente, mas porque acredito que consegue colocar o educando no lugar do cientista e, por momentos, fazê-lo "viver" as suas circunstâncias pessoais, sociais e económicas e, assim, motivá-lo para que sinta que existe uma origem clara e um verdadeiro sentido naquilo que hoje se conhece e estuda. Nas minhas aulas não existem restrições para os assuntos que se desejam discutir; o único limite é aquele imposto pelo próprio aluno, desde que com honestidade e sensatez.

𝐅𝐚𝐥𝐞-𝐧𝐨𝐬 𝐬𝐨𝐛𝐫𝐞 𝐨𝐬 𝐬𝐞𝐮𝐬 𝐞𝐱𝐞𝐦𝐩𝐥𝐨𝐬 𝐝𝐞 𝐞𝐧𝐬𝐢𝐧𝐨. 𝐏𝐨𝐝𝐞 𝐬𝐞𝐫 𝐝𝐞𝐬𝐝𝐞 𝐮𝐦 𝐩𝐫𝐨𝐟𝐞𝐬𝐬𝐨𝐫, 𝐚𝐭𝐞́ 𝐮𝐦 𝐚𝐫𝐭𝐢𝐬𝐭𝐚 𝐨𝐮 𝐨𝐛𝐫𝐚 𝐪𝐮𝐞 𝐬𝐞𝐫𝐯𝐢𝐮 𝐜𝐨𝐦𝐨 𝐢𝐧𝐬𝐩𝐢𝐫𝐚𝐜̧𝐚̃𝐨!
Sempre tive uma admiração muito grande pela profissão de docente e, por sorte, fui discípulo de excelsos professores, exceptuando um ou outro, dos quais, aliás, pouco me recordo. Conservo, por exemplo, pela minha professora primária, que me acompanhou desde o primeiro ao quarto anos, um carinho muito especial, pois para além de boa pedagoga era também humanamente formidável. Demais, a minha professora de Biologia e Geologia do ensino secundário é para mim uma magistral referência, tanto pela sua inusitada sabedoria que ia para além daquilo que os manuais informavam, como pela sua apaixonada dedicação ao ofício do ensino. Foi com ela que aprendi a importância do rigor científico. Hoje somos grandes amigos, e mantemos um contacto assíduo. Fora do ambiente escolar, preservo igualmente várias referências, quer a nível académico e profissional, como a nível pessoal. Alguns exemplos passam por eméritos vultos da Comunicação Audiovisual, da Literatura e da Ciência, com os quais já tive a distinta honra de privar e aprender, como Sir David Attenborough, os Professores Richard Dawkins, Denis Noble, Edward Wilson, Lee McIntyre e Neil deGrasse Tyson, e, em Portugal, os Professores Galopim de Carvalho, José Hermano Saraiva, Carlos Fiolhais, Jorge Paiva, Luís Mendonça de Carvalho e António Sobrinho Simões, entre muitos outros.

𝐐𝐮𝐚𝐢𝐬 𝐬𝐚̃𝐨, 𝐧𝐚 𝐬𝐮𝐚 𝐨𝐩𝐢𝐧𝐢𝐚̃𝐨, 𝐚𝐬 𝐪𝐮𝐚𝐥𝐢𝐝𝐚𝐝𝐞s 𝐧𝐞𝐜𝐞𝐬𝐬𝐚́𝐫𝐢𝐚𝐬 𝐩𝐚𝐫𝐚 𝐬𝐞𝐫 𝐮𝐦 𝐞𝐱𝐜𝐞𝐥𝐞𝐧𝐭𝐞 𝐩𝐫𝐨𝐟𝐢𝐬𝐬𝐢𝐨𝐧𝐚𝐥 𝐧𝐚 𝐬𝐮𝐚 𝐞𝐬𝐩𝐞𝐜𝐢𝐚𝐥𝐢𝐝𝐚𝐝𝐞 𝐝𝐞 𝐞𝐧𝐬𝐢𝐧𝐨?
A meu ver, a característica mais importante para a condição de pedagogo, ou de docente, é reconhecer as suas próprias limitações no grande domínio da Cultura: dar conta de que existe, quase literalmente, um universo inteiro por descobrir, torna o indivíduo num intelectual humilde, com uma vontade incessante de aprender. Creio que apenas os profissionais que nunca param de estudar, oficial ou autodidaticamente, os chamados estudiosos, são os recomendados, e, de facto, pretendidos, para o ensino, para formar intelectualmente novos profissionais, para educar culturalmente as gerações vindouras. Um professor que julga saber tudo o que precisa está condenado à ignorância. E a ignorância, no meu entender, não é o desconhecimento de um qualquer assunto em particular, é não querer saber activamente, principalmente quando detém os recursos para chegar às respostas. De resto, como em qualquer pessoa, há que ter uma propriedade, seja intrínseca ou adquirida, de integridade, pois que esta é uma qualidade que serve, invariavelmente, outras, como a honestidade e o sentido de justiça.

𝐓𝐞𝐦 𝐚𝐥𝐠𝐮𝐦𝐚 𝐡𝐢𝐬𝐭𝐨́𝐫𝐢𝐚 𝐞/𝐨𝐮 𝐜𝐮𝐫𝐢𝐨𝐬𝐢𝐝𝐚𝐝𝐞 𝐞𝐧𝐠𝐫𝐚𝐜̧𝐚𝐝𝐚 𝐫𝐞𝐥𝐚𝐜𝐢𝐨𝐧𝐚𝐝𝐚 𝐜𝐨𝐦 𝐚 𝐬𝐮𝐚 𝐩𝐫𝐨𝐟𝐢𝐬𝐬𝐚̃𝐨 𝐨𝐮 𝐬𝐨𝐛𝐫𝐞 𝐚𝐬 𝐚𝐮𝐥𝐚𝐬 𝐪𝐮𝐞 𝐪𝐮𝐞𝐢𝐫𝐚 𝐩𝐚𝐫𝐭𝐢𝐥𝐡𝐚𝐫?
Até ao momento, dentre as muitas viagens pelo mundo que tive o privilégio de fazer, ainda nenhuma superou a que fiz à Austrália: há uns anos, estive um pouco mais de um mês no "país dos marsupiais" a fazer uma investigação sobre as plantas vasculares terrestres do litoral Este australiano, acompanhado pelo botânico Professor Doutor William McDonald, da Universidade de Queensland. Nessa estadia, percorri o país de Sul a Norte, de Sydney a Cape York, caminhei por praias siliciosas, atravessei lagoas dominadas por uges venenosas e caranguejos-soldado, escalei colinas rochosas, penetrei em densas e luxuriantes florestas tropicais, visitei um santuário de coalas, mergulhei na Grande Barreira de Coral, naveguei em estuários repletos de crocodilos-de-água-salgada, observei e registei mais de uma centena de aves, convivi com o povo aborígene de uma tribo específica, vi grandes congregações de baleias-jubarte em aparatosas paradas nupciais, dei de caras com um pai casuar e as suas três crias, manuseei e estudei organismos potencialmente mortíferos, adquiri o máximo de livros que a minha mala permitiu e pretendo lá voltar!

𝐉𝐚́ 𝐩𝐚𝐬𝐬𝐨𝐮 𝐩𝐨𝐫 𝐚𝐥𝐠𝐮𝐦𝐚 𝐝𝐢𝐟𝐢𝐜𝐮𝐥𝐝𝐚𝐝𝐞 𝐧𝐚 𝐞𝐬𝐜𝐨𝐥𝐚/𝐮𝐧𝐢𝐯𝐞𝐫𝐬𝐢𝐝𝐚𝐝𝐞 𝐧𝐚 𝐝𝐢𝐬𝐜𝐢𝐩𝐥𝐢𝐧𝐚 𝐪𝐮𝐞 𝐥𝐞𝐜𝐢𝐨𝐧𝐚?
Não, nunca passei por nenhuma dificuldade nas disciplinas de lecciono. Tive dificuldades, sim, e admito-o sem qualquer tipo de estigma, a Matemática durante o ensino secundário. No entanto, o meu mau aproveitamento a essa disciplina deveu-se, única e exclusivamente, a mim mesmo, pois entrei num conflito interior com os conteúdos programáticos e decidi, não compreendo hoje porquê, deixar de estudá-la. Essa minha inconsequente decisão fez-me entrar no ensino superior com dois anos de atraso. Por outro lado, como, no entretanto dos acontecimentos, comecei a estudar Matemática e a ser acompanhado por uma magnífica explicadora, acabei por adquirir conhecimentos indispensáveis para a minha formação académica. Por isso, por vezes dava por mim a dar a mão à palmatória, pensando em voz alta, "arre! Ainda bem que estudei isto!".

𝐀𝐣𝐮𝐝𝐞-𝐧𝐨𝐬 𝐚 𝐜𝐨𝐧𝐡𝐞𝐜𝐞𝐫 𝐮𝐦 𝐩𝐨𝐮𝐜𝐨 𝐦𝐚𝐢𝐬 𝐬𝐨𝐛𝐫𝐞 𝐬𝐢, 𝐜𝐨𝐧𝐭𝐞-𝐧𝐨𝐬 𝐮𝐦 𝐩𝐨𝐮𝐜𝐨 𝐬𝐨𝐛𝐫𝐞 𝐚𝐬 𝐬𝐮𝐚𝐬 𝐩𝐚𝐢𝐱𝐨̃𝐞𝐬!
Por não me considerar uma pessoa particularmente interessante, digo-vos apenas que, na minha vida, tenho apenas dois grandes tesouros: a minha família e a minha biblioteca.

𝐎 𝐪𝐮𝐞 𝐟𝐚𝐳 𝐝𝐞 𝐬𝐢 𝐮𝐦 𝐒𝐮𝐩𝐞𝐫𝐩𝐫𝐨𝐟, 𝐚𝐥𝐞́𝐦 𝐝𝐞 𝐭𝐞𝐫 𝐫𝐞𝐬𝐩𝐨𝐧𝐝𝐢𝐝𝐨 𝐚 𝐞𝐬𝐭𝐚 𝐞𝐧𝐭𝐫𝐞𝐯𝐢𝐬𝐭𝐚?
Embora agradeça muito a simpatia, esse "título" só me poderá ser conferido pelos meus queridos alunos ou pelos seus encarregados de educação, se eu efetivamente o merecer.

𝐂𝐨𝐧𝐯𝐢𝐝𝐚𝐦𝐨-𝐥𝐨 𝐢𝐠𝐮𝐚𝐥𝐦𝐞𝐧𝐭𝐞 𝐚 𝐢𝐧𝐬𝐞𝐫𝐢𝐫 𝐚𝐥𝐠𝐮𝐦𝐚𝐬 𝐟𝐨𝐭𝐨𝐬, 𝐝𝐞 𝐩𝐫𝐞𝐟𝐞𝐫𝐞̂𝐧𝐜𝐢𝐚 𝐚 𝐦𝐨𝐬𝐭𝐫𝐚𝐫 𝐨𝐬 𝐬𝐞𝐮𝐬 𝐭𝐚𝐥𝐞𝐧𝐭𝐨𝐬 𝐜𝐨𝐦𝐨 𝐩𝐫𝐨𝐟𝐞𝐬𝐬𝐨𝐫, 𝐜𝐨𝐦𝐨 𝐜𝐨𝐦𝐩𝐥𝐞𝐦𝐞𝐧𝐭𝐨 𝐝𝐚 𝐬𝐮𝐚 𝐟𝐨𝐭𝐨 𝐝𝐞 𝐩𝐞𝐫𝐟𝐢𝐥.
𝐌𝐮𝐢𝐭𝐨 𝐨𝐛𝐫𝐢𝐠𝐚𝐝𝐨 𝐞 𝐯𝐨𝐭𝐨𝐬 𝐝𝐞 𝐮𝐦 𝐞𝐱𝐜𝐞𝐥𝐞𝐧𝐭𝐞 𝐝𝐢𝐚!
𝑭𝒓𝒂𝒏𝒄𝒊𝒔𝒄𝒐 𝑺.
𝑺𝒖𝒑𝒆𝒓𝒑𝒓𝒐𝒇

06/10/2023

👨‍🏫EXPLICAÇÕES DE BIOLOGIA E GEOLOGIA...
✏️Explicações e aulas particulares de:
🔬Biologia e Geologia de ensino secundário (incluindo preparação para exames nacionais);
🦠Biologia Celular, 🌿Botânica, 🦋Zoologia e 🧬Biologia Evolutiva (“Evolução”) para primeiro ciclo do ensino superior e 📖Literacia Científica para todos os graus de ensino.
💡O método de ensino não passa pelo adestramento do explicando, como desaconselham Kant e tantos outros grandes pedagogos, recorrendo a memorizações de curto prazo ou mnemónicas irregulares, mas pelo estímulo de aprender pelo simples e genuíno prazer de saber, como defende Roger Bacon, e pelo verdadeiro entendimento dos sistemas físicos da Terra, desde o nível molecular ao macroscópico, como o popularizaram Einstein e Carl Sagan.
🏡Se precisar da nossa metodologia pedagógica para nutrir a sua formação, ofereça-nos o prazer da sua visita! Aguardamos, expectantes, o seu contacto. Até breve!
🦠🔬🧬🌱🌳🌴🧪🐛🦋🦚🪶🐘🌾
☎️915 167 509
📬[email protected]
🏡Rua da Boavista, Porto.

04/10/2023

👨‍🏫EXPLICAÇÕES DE BIOLOGIA E GEOLOGIA...
✏️Explicações e aulas particulares de:
🔬Biologia e Geologia de ensino secundário (incluindo preparação para exames nacionais);
🦠Biologia Celular, 🌿Botânica, 🦋Zoologia e 🧬Biologia Evolutiva (“Evolução”) para primeiro ciclo do ensino superior e 📖Literacia Científica para todos os graus de ensino.
💡O método de ensino não passa pelo adestramento do explicando, como desaconselham Kant e tantos outros grandes pedagogos, recorrendo a memorizações de curto prazo ou mnemónicas irregulares, mas pelo estímulo de aprender pelo simples e genuíno prazer de saber, como defende Roger Bacon, e pelo verdadeiro entendimento dos sistemas físicos da Terra, desde o nível molecular ao macroscópico, como o popularizaram Einstein e Carl Sagan.
🏡Se precisar da nossa metodologia pedagógica para nutrir a sua formação, ofereça-nos o prazer da sua visita! Aguardamos, expectantes, o seu contacto. Até breve!
🦠🔬🧬🌱🌳🌴🧪🐛🦋🦚🪶🐘🌾⚗️📚📖

27/09/2023

📝TESTEMUNHOS
✅Este parecer é de um aluno muito querido e talvez demasiadamente generoso! Mas estou extremamente grato, evidentemente, pelas suas amáveis palavras e pelo seu exemplar desempenho escolar e extracurricular.
🏡Até já!
́fica

26/09/2023

📝TESTEMUNHOS
✅Tive a distinta honra de receber um testemunho de uma encarregada de educação, com cujo educando tive um enorme prazer em trabalhar. Muito obrigado pelas amáveis e generosas palavras.
🏡Até já!

25/09/2023

📝TESTEMUNHOS
✅Um amável e generoso parecer de uma aluna com a qual tive e tenho muito gosto em trabalhar. Este seu retorno surgiu-me como uma surpresa assaz agradável. Muito obrigado pela vossa simpatia.
🏡Até já!

24/09/2023

📝TESTEMUNHOS
✅Um amável e generoso parecer de um aluno que acompanhei assiduamente durante a sua primeira fase no ensino superior. Muito obrigado pela vossa simpatia.
🏡Até já!

23/09/2023

📝TESTEMUNHOS
✅Um amigo e colega de longa data, o professor José A. Pais, ex-diretor da Casa do Professor e Universidade Sénior de V. de Cambra, teve a amabilidade de enviar uma simpática mensagem, que partilho abaixo, na nossa rubrica “TESTEMUNHOS”.
👨‍🏫Deixo publicamente o meu sentido agradecimento, que é extensível a vós, gentis alunos.
🏡Até já!

20/09/2023

📝TESTEMUNHOS
✅A empresa educativa virtual Superprof fornece uma confirmação rigorosa sobre as qualificações do nosso docente, Pedro Suárez. Agradecemos veementemente a confiança!
👨‍🏫Se precisas de acompanhamento a Biologia ou Geologia, ou outras áreas afins, não hesites em contactar-nos. Até já!

Pedro - Porto,Porto: Explicações de Biologia e Geologia, apoio a licenciaturas e aulas de Literacia Científica. 14/09/2023

📚BEM-VINDO, NOVO ANO LETIVO!
🤓ESTOU PRONTO PARA TE "ENFRENTAR"!
👨‍🏫Nesta hiperligação, que levar-te-á para o sítio do "Superprof", poderás encontrar informações detalhadas sobre o funcionamento das explicações e do docente que as ministra (Pedro Suárez).
🔬Este ano andarás de mãos dadas com a Biologia e a Geologia, tratá-las-ás por TU e desenvolverás uma ligação para a vida com a Ciência! "'Bora lá"?🧏‍♂️
🧬Aguardamos, expectantes, pelo teu contacto. Até já!

Pedro - Porto,Porto: Explicações de Biologia e Geologia, apoio a licenciaturas e aulas de Literacia Científica. 15€/h: Olá! Seja muito bem-vindo ao nosso espaço de esclarecimento e aprendizagem! Considerando que a minha formação elementar é em Ciência, a...

01/09/2023

Criámos este meio de comunicação para que os estudantes possam, a seu tempo, começar a investir na sua formação científica:
Explicações e aulas particulares de Biologia e Geologia de ensino secundário, Biologia Celular, Botânica, Zoologia e Biologia Evolutiva (“Evolução”) para primeiro ciclo do ensino superior e Literacia Científica para todos os graus de ensino.
O método de ensino não passa pelo adestramento do explicando, como desaconselham Kant e tantos outros grandes pedagogos, recorrendo a memorizações de curto prazo ou mnemónicas irregulares, mas pelo estímulo de aprender pelo simples e genuíno prazer de saber, como defende Roger Bacon, e pelo verdadeiro entendimento dos sistemas físicos da Terra, desde o nível molecular ao macroscópico, como o popularizaram Einstein e Carl Sagan.
Se precisar da nossa metodologia pedagógica para nutrir a sua formação, ofereça-nos o prazer da sua visita! Aguardamos, expectantes, o seu contacto. Até breve!
🦠🔬🧬🌱🌳🌴🧪🐛🦋🦚🪶🐘🌾⚗️📚📖

16/08/2023

📖CLÁSSICOS DA LITERATURA CIENTÍFICA*
🔬(Ciências Biológicas, Físicas, Geológicas e Químicas)
🏖 Nº3 de Agosto:

🪐"COSMOS", de Carl Sagan (1934 - 1996).
🔘Se há clássicos da literatura científica moderna, verdadeiramente influentes e interdisciplinares, este é indubitavelmente um deles:
🔘Este livro, e a série televisiva de divulgação científica sua homónima, influenciou, não uma ou duas, mas três gerações de leitores e telespectadores, entre os quais atuais cientistas de renome; biólogos como Richard Dawkins (de cuja uma das obras falámos na anterior publicação) e astrofísicos como Neil deGrasse Tyson são, hoje, dois dos mais relevantes e mediáticos cientistas que, com profunda estima, confessam a importância dos trabalhos de Carl Sagan nas suas vidas académica, profissional e, até, pessoal.
🔘Assim, e dada a natureza inter e multidisciplinar de "Cosmos", pois que toca em todas as quatro grandes ciências basilares do Conhecimento (Biologia, Física, Geologia e Química), Carl Sagan criou, direta e indiretamente, um "exército" de prodigiosos cientistas e de cidadãos cientificamente interessados e cultivados. Na verdade, e embora tenha morrido precocemente devido a graves complicações com a sua saúde, Carl Sagan continua a deslumbrar, a instruir e a incentivar jovens de todas as idades pelos meandros da Ciência (um verdadeiro "influencer", portanto!).
🔘PARTICULARIDADES: enquanto português, arrisco considerar uma verdadeira honra, em nome, também, dos meus concidadãos, o facto de, a partir de 2001, "Cosmos", editado pela Gradiva, ter começado a contemplar um prefácio especialmente dedicado a nós.
🔘Como anteriormente mencionado, o gentil aluno poderá reconhecer, dentre os 13 capítulos, alguns deles com títulos curiosamente poéticos, as seguintes grandes ciências com as respetivas temáticas:
🦠BIOLOGIA - são abordadas as questões do funcionamento coletivo dos ecossistemas, pré-históricos e atuais; das várias hipóteses da origem da vida na Terra e sua devida deferência ao darwinismo, no que à evolução das espécies diz respeito; e da, não só plausível, mas provável, existência de vida noutros sistemas solares, noutros planetas, noutras luas.
🔭FÍSICA - esta é a área central da obra, a qual é desdobrada nas disciplinas de, entre outras, Astrofísica e Cosmologia e interligada com outros domínios científicos, onde Carl Sagan explica o surgimento do Universo (já ouviu falar, estimado aluno, no "Calendário Cósmico"? Agarre no seu "Cosmos" e prepare-se para se arrepiar!), a formação dos astros e o ciclo de vida das estrelas, as contribuições de Isaac Newton e de Albert Einstein para o nosso entendimento mundividente atual, as explorações espaciais e a possível colonização de outros mundos.
🏔GEOLOGIA - trazer as questões da formação e da evolução do Universo para a mesa é, invariavelmente, incidir uma luz sobre as Geociências: de que são feitos os planetas como o nosso, em que vivemos? O que forma as montanhas? Como explicar os movimentos tectónicos e as suas consequências na biodiversidade e na geodiversidade?
🧪QUÍMICA - ora, considere o seguinte, caro aluno: se tudo o que não é energia (como a energia radiante, a energia química, a energia potencial...), é matéria (se não considerarmos casos muito particulares, como a antimatéria, por exemplo) e a matéria é tudo aquilo que pode ser medido, desde logo a sua massa, pois é constituída por elementos químicos e ocupa espaço em qualquer um dos seus estados físicos, então tudo o que somos e nos rodeia é, para além de energia, matéria! O ar atmosférico que respiramos, a comida que ingerimos, os restantes seres vivos com os quais partilhamos a Terra, o sol e os outros astros... Tudo é constituído por elementos e compostos químicos. O gentil aluno e eu, aquilo que consumimos e produzimos, os seus familiares e os meus, a mobília da sua casa ou da minha, os aparelhos electrónicos que têm surgido com os avanços tecnológicos, as ditas montanhas, os céus e os mares, somos todos, em primeira e última análises, química! Química orgânica e inorgânica. E ainda a química do limbo entre ambas!
🤓Ah! O "Cosmos" inspira qualquer um a espremer o lado poético e espiritual da Natureza, mesmo que dentro dos limites do racionalismo. É que o próprio Carl Sagan, para além de recordar a Humanidade de que todas as áreas do Conhecimento devem dar as mãos e sorver respeitosamente os triunfos umas das outras, em vez de criarem rivalidades infundadas, ensina-nos que o fortalecimento de um pensamento filosófico que nos auxilie no processo de 'como' pensar e refletir da forma mais correta sobre as questões, sejam artísticas, científicas ou espirituais, afigura-se como uma ferramenta essencial para cuidar e sarar os problemas humanos, como a corrupção política, a crise ambiental e as guerras religiosas.

______________________________
👨‍🏫
[*] Ao longo de mais de uma década de comunicação, formação e ensino científicos, particularmente nas áreas de Biologia e Geociências, fui deparando, para minha veemente satisfação, com alunos, leitores, amigos e desconhecidos que, amavelmente, me pediam sugestões bibliográficas ao justo e preciso jeito de "qual o melhor livro para iniciar a minha compreensão geral a Biologia?", "existe algum livro que desperte o interesse por Ciência no meu filho?", "gosto particularmente de Genética. Que livro, em escrita acessível, recomenda?", “qual o interesse ou a utilidade em estudar calhaus?” ou, mais recentemente, "vou fazer um estágio em Imunologia. Tem por aí algum livro sobre o assunto?". Não existe uma resposta cabal para nenhuma das perguntas supracitadas (exceto para a última, que é afirmativa), mas poderá talvez haver a ousadia em arriscar propor-lhe, estimado aluno, certas obras que considero fundamentais para a sólida formação de um futuro cientista ou, por outro lado, para o enriquecimento cultural de qualquer pessoa, independentemente do seu percurso escolar e profissional.
Esta é a terceira das quatro publicações deste mês de Agosto, especialmente dedicadas a alunos com quinze ou mais anos, mas não necessariamente assim (isto é apenas baseado num cálculo médio aritmético). Considere que se um bom linguista lusófono deve conhecer e reconhecer nomes como Luís de Camões, Almeida Garrett, Agustina Bessa-Luís, Camilo Castelo Branco, Sophia de Mello Breyner Andresen, Fernando Pessoa e muitos outros, incluindo autores sul-americanos e africanos, um futuro cientista deve começar, desde cedo, a familiarizar-se com Aristóteles, Teofrasto, Robert Hooke, Charles Darwin, Albert Einstein, Linus Pauling, Carl Sagan, Stephen Hawking, Richard Dawkins, Carlo Rovelli, Paul Nurse e muitos outros também, incluindo autores portugueses.
Por cada sugestão de leitura apresentarei, para além do título da obra e o nome do autor, claro, um resumo "especialmente resumido" (perdoe a redundância!) onde mencionarei alguns pontos ou conceitos-chave, assim como, talvez, uma ou outra informação extra que julgue pertinente.
Agora, resta-me desejar-lhe boas leituras!📚📖

08/08/2023

📖CLÁSSICOS DA LITERATURA CIENTÍFICA*
🔬(Ciências Biológicas)
🏖 Nº2 de Agosto:

🧬"O GENE EGOÍSTA", de Richard Dawkins (1941 -).
🔘Publicado originalmente em 1976, este livro continua surpreendentemente atual na grande maioria do seu conteúdo. Creio que "O Gene Egoísta" terá sido publicado, pela primeira vez, em Portugal no ano de 1989, edição que também possuo na minha biblioteca pessoal. No entanto, a que hoje mostro e aconselho é a de 2018, que se encontra aumentada e atualizada num belo e especial formato comemorativo das quatro décadas da sua continuidade editorial.
🔘Direcionada para o grande-público, esta obra é, no meu entendimento, essencial para qualquer aluno de Biologia, independentemente do ano escolar ou académico em que se encontra, muito embora o aconselhe, como primeira leitura, a estudantes em transição do 9º ano para o 10º ano, mas que deverá ser repetida no futuro: para primeiranistas em áreas como Biologia, Filosofia, Medicina e Ciências Biomédicas, Farmacologia, Química, Geociências... E, em qualquer etapa da vida, para aprendizes e profissionais das restantes áreas do Conhecimento, incluindo Literatura e as restantes Artes, História, Matemática e engenharias, etc.
🔘PARTICULARIDADES: é por muitos considerada uma obra magistral para o entendimento da Genética e da Evolução, somando o facto de oferecer-nos o "miminho" das relações entre Biologia Molecular e o modelo científico-filosófico do darwinismo. Cautela, gentil aluno, com as conceções do neodarwinismo! - sobre elas poderemos falar futuramente, noutra ocasião.
🔘"O Gene Egoísta" popularizou a perspectiva de que o gene, sim, ou um determinado conjunto deles, é a unidade fundamental sobre a qual atuam as leis da seleção natural, e não propriamente, ou necessariamente, o indivíduo, ou o organismo, como um todo.
🔘De qualquer forma, é de retirar consolação e crédito no facto de Richard Dawkins, ao longo do seu livro, esclarecer, ou recordar, certos conceitos técnicos para que nenhum leitor se sinta excluído:
🔘É que há, realmente, que esclarecer o seguinte (e Dawkins fá-lo melhor que ninguém): a evolução das espécies deve ser vista ao nível das populações que delas resultam, e não ao nível do indivíduo. Afinal, o panorama geral da biodiversidade, presente e passada, é analisado sobre conjuntos de seres vivos geneticamente semelhantes, embora, por vezes, nos refiramos a uma espécie apresentando um único objeto para facilitar as comunicações escrita e verbal, mas sabemos que este é representativo de um grupo.⤵️
👩‍🔬Repare que, quando dizemos que a Sofia ('v.g.') é um humano da espécie 'Homo sapiens', não excluímos a ideia de que o caro aluno e eu também o somos!
⚠️Agora, tome cuidado:
🔘"O Gene Egoísta" postula que o indivíduo, animal, animal-não-humano, planta, fungo, ameba ou bactéria, é apenas uma ferramenta usada pelos genes para assegurar a perpetuação destes. Imagine uma marioneta que se move e "fala", porque assim a controla o artista que, escondido nos bastidores, puxa e solta os cordelinhos. Nós somos a marioneta e os nossos genes são o artista. Esta é, para mim, uma ideia absolutamente extraordinária e encantadora que, muito superficialmente, revela-nos os mecanismos de controlo molecular da expressão genética.
🔘Mas por que será o gene egoísta? Ora, a perspectiva filosófica racionalista ensina-nos que, por mais altruísta que seja um determinado ato, tem por base o reflexo egoísta das sensações de recompensa, como sentir a "consciência tranquila", ou orgulho naquilo que se fez... A perspectiva científica acrescenta que o altruísmo é, demais, um comportamento de sobrevivência, pois terá sido através do altruísmo que espécies sociais, como nós, e eussociais, como as abelhas e as formigas, asseguraram a sua continuidade até ao presente. E, sim, os genes codificam as informações necessárias para a expressão do altruísmo e de outras formas de bondade.
🧐Então, porquê «o gene "egoísta"»? Não deveria ser "o gene altruísta"?
🤓Ah! Este livro tem muito que se lhe diga! Mas cada capítulo é uma deliciosa aventura. E está tudo tão bem demonstrado. Permita-me encorajá-lo, estimado aluno, a, após a leitura desta sugestão, enviar-me as suas conclusões. Assegurar-lhe-ei o devido retorno.

______________________________

👨‍🏫
[*] Ao longo de mais de uma década de comunicação, formação e ensino científicos, particularmente nas áreas de Biologia e Geociências, fui deparando, para minha veemente satisfação, com alunos, leitores, amigos e desconhecidos que, amavelmente, me pediam sugestões bibliográficas ao justo e preciso jeito de "qual o melhor livro para iniciar a minha compreensão geral a Biologia?", "existe algum livro que desperte o interesse por Ciência no meu filho?", "gosto particularmente de Genética. Que livro, em escrita acessível, recomenda?", “qual o interesse ou a utilidade em estudar calhaus?” ou, mais recentemente, "vou fazer um estágio em Imunologia. Tem por aí algum livro sobre o assunto?". Não existe uma resposta cabal para nenhuma das perguntas supracitadas (exceto para a última, que é afirmativa), mas poderá talvez haver a ousadia em arriscar propor-lhe, estimado aluno, certas obras que considero fundamentais para a sólida formação de um futuro cientista ou, por outro lado, para o enriquecimento cultural de qualquer pessoa, independentemente do seu percurso escolar e profissional.
Esta é a segunda das quatro publicações deste mês de Agosto, especialmente dedicadas a alunos com quinze ou mais anos, mas não necessariamente assim (isto é apenas baseado num cálculo médio aritmético). Considere que se um bom linguista lusófono deve conhecer e reconhecer nomes como Luís de Camões, Almeida Garrett, Agustina Bessa-Luís, Camilo Castelo Branco, Sophia de Mello Breyner Andresen, Fernando Pessoa e muitos outros, incluindo autores sul-americanos e africanos, um futuro cientista deve começar, desde cedo, a familiarizar-se com Aristóteles, Teofrasto, Robert Hooke, Charles Darwin, Albert Einstein, Linus Pauling, Carl Sagan, Stephen Hawking, Richard Dawkins, Carlo Rovelli, Paul Nurse e muitos outros também, incluindo autores portugueses.
Por cada sugestão de leitura apresentarei, para além do título da obra e o nome do autor, claro, um resumo "especialmente resumido" (perdoe a redundância!) onde mencionarei alguns pontos ou conceitos-chave, assim como, talvez, uma ou outra informação extra que julgue pertinente.
Agora, resta-me desejar-lhe boas leituras!📚📖

Localização

Entre em contato com a escola/colégio

Telefone

Website

Endereço


Porto
4050-104

Horário de Funcionamento

Segunda-feira 09:00 - 23:00
Terça-feira 09:00 - 23:00
Quarta-feira 09:00 - 23:00
Quinta-feira 09:00 - 23:00
Sexta-feira 09:00 - 23:00
Sábado 09:00 - 23:00
Domingo 10:00 - 19:00