Espaço Cultural - Ashram Pashupati

Espaço Cultural - Ashram Pashupati

Comentários

Yôga em Férias 2019: Visita à Batalha. Integrado no Programa Yôga em Férias e sob a orientação do Mestre João Camacho visitámos o Mosteiro da Batalha e o campo militar de S. Jorge, onde, Portugueses e Castelhanos travaram uma das mais importantes batalhas da história de Portugal. A Batalha de Aljubarrota foi assim o objeto de estudo desta visita cultural, onde fomos desvendar o caminho de Marte, o caminho do domínio (da batalha) que o Guerreiro da Luz deve percorrer a exemplo desse ser excecional, D. Nuno Álvares Pereira, Condestável do reino de Portugal, que galvanizou os portugueses de forma a resistirem ao invasor e que Fernando Pessoa cantou em sua memória “Que auréola te cerca? É a espada que, volteando, faz que o ar alto perca seu azul negro e brando. Mas que espada é que, erguida, faz esse halo no céu? É Excalibur, a ungida, que o Rei Artur te deu. Esperança consumada, S. Portugal em ser, ergue a luz da tua espada para a estrada ver!” Aljubarrota permitiu a afirmação de Portugal como reino independente e tornou possível o início de uma das épocas mais grandiosas da história de Portugal: os Descobrimentos! Falar de Aljubarrota é abordar mais do que um confronto bélico travado entre duas nações, no dia 14 de agosto de 1835, durante o qual o exército português desbaratou um inimigo poderoso, cujos efetivos ascendiam a mais do triplo dos nossos. A inferioridade numérica pode ter sido compensada pelo cuidadoso dispositivo das forças que lhe deu o Condestável, mas a vitória deveu-se principalmente à força da vontade, à coragem de leão e à energia gerada pela rivalidade que brota do inflamado patriotismo dos combatentes, esse grupo de jovens a constituírem a hoste portuguesa vitoriosa, comandada na retaguarda pelo Rei e na vanguarda por D. Nuno Álvares Cabral. Isto é movimento agressivo, do interior para o exterior. Este é o poder do amor à liberdade! A vitória no caminho do domínio requer conhecimento mas também força! Extroversão e entusiasmo. Audácia, ímpeto … e também sorte! E assim também é no Yôga: determinação e superação associada a uma prática que conduz a um estado de hiperconsciência e autoconhecimento. À medida que o praticante vai evoluindo na sua coreografia (obra/batalha), está a lutar com os seus demónios e está a construir o seu caminho para a libertação da condição humana. Como a batalha foi travada no dia de Nossa Senhora, D. João I (Mestre de Avis) mandou erguer o Mosteiro de Santa Maria da Vitória, que ficou para a história como um marco da refundação da nacionalidade portuguesa. Mas a magnificência do edificado é mais do que a expressão da vitória bélica através da pedra, encerrando múltiplos significados e mensagens que só o iniciado consegue decifrar. Desde logo, o apelo do gótico que nos impele a olhar para cima. O caminho da iniciação leva à ascese da consciência. E a partir daqui, a linguagem dos pássaros esculpida na pedra, toda a referência abundante à capacidade de renascimento do iniciado, à capacidade de arrancar do coração, à procura do centro, transmutação, equilíbrio físico e das emoções e a trama do tecido como fonte de conhecimento. Numa palavra: transformação!! No Yôga, falamos do despertar da Kundalini. E o espirito da nacionalidade manifestou a sua alegria pela nossa presença ao fazer-se representar pela pomba branca que serenamente pousou junto ao ponto de água (lavabo) no Claustro de D. João I …Sim, É esta a chave que abre a porta dos mistérios, dos segredos iniciáticos, que majestosamente percorrendo o caminho do Sol vem prognosticar a Idade do Espirito Santo e a chegada dessa energia transformadora e benéfica a agir através dos portugueses. Unir o Oriente e o Ocidente para encontrar a essência da humanidade, uma missão verdadeiramente templária e universalista. Também o Yôga significa união. Integração de todas as partes. Também o Yôga visa um ideal superior. E aqui chegados, às capelas imperfeitas, como a coroar tamanha empresa, fomos brindados com um recital de canto polifónico, com as vozes a chegarem-nos de oito locais diferentes, como que a celebrar a alegria da evolução! Também o Yôga é caminho de evolução pessoal, de alegria e prazer, integrando a sua prática ortodoxa oito partes: mudrá, pujá, mantra, pránáyáma, kryá, ásana, yôganidrá e samyama rumo a um estado de consciência expandida. Rumo ao infinito. E da capacidade de realizar, de agir pelo domínio falou-nos o nosso querido Mestre João Camacho. Essa capacidade que implica vitalidade, capacidade de iniciativa e bravura. Este é o caminho do domínio, o caminho por Marte, representa a relação agressiva entre o interior e o exterior. O iniciado precisa da força guerreira no caminho para o conhecimento superior. É simultaneamente, caminho de paixão e também de violência, caminho de morte e acima de tudo … caminho de luz e, também, de liberdade! Não existem limites à força de um Guerreiro da Luz! Agradeço ao Mestre João Camacho a partilha de conhecimentos e a todos os membros desta egrégora a partilha de uma experiência tão enriquecedora e maravilhosa. SwáSthya! Sádhika Dália Henrique dos Santos Alcochete, 25 de julho de 2019
Curso de Alimentação Biológica A proposta do Yôga para uma maior longevidade e qualidade de vida é o tripé-biológico, que consiste na alimentação biológica, exercício biológico e higiene mental. Para que consigamos atingir a meta do Yôga - o samádhi, o próprio Yôga dá-nos as ferramentas para cumprirmos o nosso objectivo com sucesso. No que diz respeito ao exercício biológico, podemos fazer caminhada, natação, mas o melhor é o Yôga, respeitando o ritmo e o movimento natural do nosso corpo. Quanto à alimentação, sabemos que a alimentação recomendada para o praticante de Yôga é a alimentação vegetariana que nos permite ter um corpo isento de toxinas provenientes de cadáveres de animais que são ingeridos na alimentação com carnes. Já a higiene mental, qualquer praticante de Yôga conhece a importância deste elemento do tripé-biológico. Uma vez que no plano mental, ao contrário do que acontece no plano físico, os polos iguais atraem-se e os diferentes repelem- se, então, posto isto, fica claro que devemos cultivar pensamentos positivos e não os negativos que atrairão a nós emoções viscosas e o contrário daquilo que desejamos. Neste curso tratamos da alimentação biológica, tão importante na manutenção de um corpo saudável que nos permitirá viver melhor durante mais anos. Muitas vezes quando queremos mudar de sistema alimentar surgem dúvidas, como por exemplo qual será a melhor fonte de proteína? Como conseguiremos ingerir vitamina B12? Entre outras que logo aparecem quando deixamos de comer carne numa sociedade organizada para o consumo de carne. Neste sentido é preciso conhecer os alimentos e as suas propriedades, saber comer de forma variada e agradável ao paladar. Neste curso, ministrado pelo Mestre João Camacho, aprendemos tudo isso mas mais, percebemos o porquê de o sistema alimentar vegetariano ser a opção mais correcta para o praticante de Yôga, compreendemos também que é uma questão técnica, tal como um atleta de alta competição terá com certeza uma alimentação diferente da comum e em função do objectivo do desporto a que se dedica. Assim é também no Yôga. Num curso tão importante e repleto de informação preciosa sobre a forma como comemos, tivemos ainda oportunidade de preparar e degustar uma deliciosa refeição. Durante a segunda parte do curso, a parte prática, fomos também aprendendo diferentes métodos de conservação dos alimentos, em salmoura, em azeite, etc., de forma integrada e descontraída enquanto todos interagíamos e fomos em conjunto participando da confecção dos alimentos, transmutando cada um deles num saboroso manjar, que fez a delícia de todos neste final de sábado à tarde. Obrigada querido Mestre João Camacho e Prof. Anabela Duarte da Silva pela iniciativa e organização de mais este delicioso curso. Rita Fernandes, Instrutora Estagiária Discípula do Mestre João Camacho
Seminário Samyama e pújá – Março 2019 Os cursos do curso de formação de instrutores de Yôga são sempre importantes para quem pretende aprofundar o conhecimento no Yôga e são sem dúvida fundamentais para qualquer instrutor. O Curso de Formação de Instrutores – Métodos e Técnicas do Yôga é o grande acelerador evolutivo, eleva o praticante, não só pelo estudo e análise intelectual mas também através do convívio com o Mestre e com outros companheiros e companheiras que sendo mais adiantados noa vão iluminando o caminho. No passado domingo dia 31 de Março o seminário foi dedicado aos temas samyama e pújá, desta vez contámos com uma companhia muito especial, a actriz Amélia Videira, que nos presenteou com a sua presença e gentilmente compartilhou a sua procura pessoal e como chegou até ao SwáSthya Yôga, filosofia que abraçou recentemente e com a qual se identificou. Os seminários elevam-nos a outro nível de conhecimento, mesmo quando já não é a primeira vez que o frequentamos, o Mestre aborda sempre o tema de perspectivas diferentes, o que faz com que nunca pareça que estamos a repetir. A matéria é a mesma, mas os seminários não sempre diferentes e produtivos. Isto só é possível graças à imensa cultura geral, ao vasto e profundo conhecimento do Mestre, fruto de anos de estudo e trabalho dedicado ao Yôga e não só. Falámos das técnicas objectivas, mas falámos de muito mais, de como chegar à meditação, como se processa, da simbologia associada a esta técnica e ainda de como a meditação é vista e utilizada em diferentes contextos, dentro e fora do Yôga em diferentes sociedades. É interessante perceber como através da movimentação dos povos o conhecimento vai chegando a todos, muitas vezes com roupagens diferentes, mas mantendo o essencial, muitas vezes em linguagem codificada, mas sempre presente. Fazendo-nos perceber que estamos todos neste projecto, todos no caminho da evolução, do autoconhecimento e por conseguinte do conhecimento do universo, da hiperconsciência. Infelizmente, não me foi possível ficar para a segunda parte do seminário dedicada ao tema pújá, sendo que a parte que presenciei foi bastante proveitosa tendo tido a oportunidade de aprofundar um pouco mais a matéria, interpreta-la à luz do meu próprio conhecimento, que é hoje diferente do que era o ano passado, aprendendo sempre um pouco mais, pois há sempre coisas que ainda não sabemos e que quem já percorreu o caminho não consegue esgotar num só seminário. Este seminário, tal como todos os outros em que tive o privilégio de participar distinguiu-se pela consistência e pelo rigor na informação transmitida. Muito obrigada querido Mestre João Camacho por todo o trabalho que tem desenvolvido, permitindo que os seus discípulos cresçam e evoluam sempre mais. Obrigada Professora Anabela Duarte da Silva por organizar mais este seminário. Rita Fernandes, Instrutora Estagiária Discípula do Mestre João Camacho

Director-geral: Mestre João Camacho Directora Financeira e Executiva: Professora Anabela Duarte da Silva Estudos de Yôga Antigo. Formação de excelência.

Ashram Pashupati Portugal. Ashram Pashupati International. Somos o Espaço Cultural - Ashram Pashupat, a mais antiga escola de SwáSthya Yôga da Europa, fundada em 1983. Seguimos a maior linhagem de Yôga técnico do mundo – o SwáSthya Yôga, com 40 anos em Portugal. A nossa acção principal é cultural, ensinando uma urdidura de técnicas e conceitos virados para a qualidade de vida, para hábitos saudáveis e para o autoconhecimento. Fazemo-lo aproveitar melhor seus recursos pessoais (corpo, mente e emoções), através da aplicação de técnicas que proporcionam mais energia, vitalidade, bem-estar físico, concentração e relaxamento, melhor administração do stress e das emoções, maior descanso mental, motivação e desempenho no trabalho. Para nos conhecer melhor e à nossa proposta, visite o nosso site www.nossacultura.org

Missão: Pratica-se, estuda-se, vive-se e desenvolve-se a Nossa Cultura, a metodologia da nossa ancestral filosofia - O Yôga Antigo, de acordo com os ensinamentos do Sat Guru, Shrí DeRose. A NossaCultura é That'sCool Culture. Porque tem a capacidade de promover a reeducação comportamental. Neste espaço cultural temos por missão a formação de instrutores de excelência, promover os valores da nossa filosofia ancestral, sermos um centro de cultura e um espaço filosófico e cultural de referência. Em verdade, "aquela escola", "That'sCool" Culture. Temos como missão sermos uma referência filosófica e cultural. Sermos a razão central de um futuro turismo cultural para o Montijo. Seremos um pólo cultural desta grande cidade a sul do Tejo. Seremos um incontornável pólo de desenvolvimento, nacional e internacional, da nossa filosofia multi-milenar. Contamos com todos vós para conseguirmos estes intentos. Podem contar connosco. «Este é o meu caminho; e vós, onde está o vosso?», como o afirmou Nietzsche in Assim Falava Zaratustra.

Funcionando normalmente

Professor DeRose

Aí vai um extrato do livro Tratado de Yôga, riquíssimo de informações.

arquivo demora um pouco para carregar porque tem muito material:

derose.co/pequenoextrato-tratado

Este é apenas um resumo de pouco mais de 100 páginas. O livro inteiro tem mais de 1000 páginas e mais de 2000 fotos. Você pode adquirir o livro em "DeRose e-books" por um preço bem acessível ou acessá-lo sem precisar comprar se for assinante do aplicativo. Também disponível impresso em papel reciclado, em quatro cores, capa dura.

How to Prepare an Authentic Indian Chai (easy!) - by Professor DeRose (DeRose Meditation)

https://m.youtube.com/watch?v=0BR_9BV1jiQ

What is it? 🍵 What's the recipe? 📋 These are a few of the questions we hear often from our students as soon as they experience this delicious and unique drin...

npr.org

A Ga. School Bans The Greeting 'Namaste.' Do They Know What It Means?

npr.org Georgia parents were uncomfortable with the phrase's seeming religiosity. But to our author who grew up in India, namaste was a way of saying hello — respectfully — to his elders.

Natal - ofereça o melhor aos que ama. O sono de Ganêsha, de João Camacho e um Lôtá.
Pack 3 (€ 38,00, com portes incluídos). Faça a sua encomenda

Natal - ofereça o melhor aos que ama. KRIYÁ. A Alquimia Fisiológica, de João Camacho e um Lôtá.
Pack 2 (€ 37,00, com portes incluídos). Faça a sua encomenda

Natal - ofereça o melhor aos que ama. O sono de Ganêsha e KRIYÁ. A Alquimia Fisiológica, de João Camacho.
Pack 1 (€ 32,00, com portes incluídos). Faça a sua encomenda

Espaço Cultural - Ashram Pashupati's cover photo

Espaço Cultural - Ashram Pashupati's cover photo

Professor DeRose

Professor DeRose

PRECEITOS AOS PROFESSORES

1. Só ensines aquilo que dominares bem. Não hesites em confessar ignorância sobre o que desconheceres. Sábio é aquele que conhece seus limites e tolo, o que quer ter resposta para tudo.

2. Determina-te a superar-te a cada dia, para aprender o que não souberes e crescer como ser humano.

3. Lembra-te de que só quem for verdadeiramente discípulo pode vir a ser legitimamente Mestre.

4. Procura dosar teu ensinamento, transmitindo a cada pupilo apenas aquilo que ele puder digerir, pois a mesma luz que ilumina os olhos é a que pode cegá-los se for excessiva.

5. Como a semente do carvalho tem uma árvore dentro de si, cada discípulo é um Mestre em potencial. Ao transmitir o ensinamento, lembra-te de ensinar sobre como perpetuar a mensagem; e faz como o carvalho que firma suas raízes e espalha seus ramos.

6. Teu tempo sobre a Terra é curto como a duração do relâmpago e menor ainda é a persistência do discípulo. Portanto, ensina o máximo que puderes o mais rápido possível. Não há tempo a perder!

7. A serpente peçonhenta só é perigosa quando enroscada, pois, só assim, tem a energia potencial para desfechar o ataque. Evita como discípulo todo aquele cuja personalidade seja enrolada como a víbora antes de dar o bote. Esse poderá lhe trazer dissabores.

8. A árvore podada cresce mais e o guerreiro ferido muitas vezes em combate torna-se perito no uso das armas. Tal exacerbação do instinto de sobrevivência é obtida pela disciplina e pelas dificuldades. O melhor discípulo será aquele sobre o qual forem aplicadas as maiores exigências e as mais duras críticas. O mais talentoso instrutor será aquele que tiver enfrentado as mais atrozes dificuldades no afã de bem desempenhar sua missão.

9. Assim como o elefante segue as trilhas antigas marcadas pela passagem das manadas que o precederam, da mesma forma o professor deve respeitar as trilhas assinaladas pelo seu Mestre.

10. O rio que segue sempre para o mar jamais será duas vezes o mesmo rio, pois suas águas já passaram e novas águas passarão. O bom Mestre não se desvia do seu rumo, mas segue continuamente se renovando.

Professor DeRose

Espaço Cultural - Ashram Pashupati's cover photo

Ásana do mês de Novembro/2020: êkapáda kákásana.
Modelo: Professora Anabela Duarte da Silva.
"O ásana permite ao sádhaka alcançar a imobilidade. No ásana aquele deverá ser apenas uma estátua que respira. E deve respirar pouco, pois a ausência de respiração também será procurada. Ora o ultrapassar a arritmia física e respiratória induz a estados de consciência elevadíssimos, que configuram um transcender da condição humana."
João Camacho, in Ásana. Procedimentos orgânicos

Professor DeRose

·
Índice do livro "Pensamentos", autor DeRose, Editora Egrégora
(108 pensamentos)

Você pode solicitar qualquer um deles com a caligrafia e a assinatura do autor para postar nas redes sociais; ou para adesivar as paredes da sua casa, escola, faculdade, clube, biblioteca ou empresa.

Fornecemos a arte sem custo e você manda executar o adesivo de parede por sua conta. Se preferir, o Office ainda dispõe de alguns já prontos.

Eu gostaria de viver mais uns 50 anos, mas, se não der, não vou morrer por isso. 24
“The Big Picture” é formada por uma miríade de pixels de todas as cores. 24
Ser uma personalidade pública é uma maldição: implica que lhe atribuam coisas boas que você nunca fez e coisas ruins que você jamais faria. 25
As grandes brigas são, quase sempre, devidas a pequenas causas. 25
A liberdade é o nosso bem mais precioso. No caso de ter que confrontá-la com a disciplina, se esta violentar aquela, opte pela liberdade. 26
A receita do sucesso leva abobrinha, pepino e muito abacaxi. É preciso saber temperar e ter paciência para assar em fogo lento. 26
O que não pode ser ouvido não deve ser dito. O que não deve ser dito não pode ser pensado. 27
O que não pode ser ouvido (por alguém) não deve ser dito (a ninguém). O que não deve ser dito (a ninguém) não pode ser pensado (por alguém). 27
A Humanidade mudou bastante desde o Império Romano. Naquela época, o povo se satisfazia com pão e circo. Hoje, exige pain au chocolat e Cirque du Soleil. 28
Aproxima-se do Grande Arquiteto que criou a escadaria, o Pedreiro que pisou o primeiro degrau. 28
A Luz não deve temer a Treva, pois quando as duas se confrontam é sempre a claridade que faz a escuridão recuar e nunca o contrário. 29
Obstáculos e dificuldades fazem parte da vida. E a vida é a arte de superá-los. 29
Se você acha que é o melhor, isso significa que não procurou o suficiente. 30
Fazer o possível. Sonhar o impossível. 30
Cai de mais alto aquele que sobe em um pedestal. 31
A importância de uma ideia pode ser medida pela veemência com que seus adversários a atacam. 31
Toda negação é uma confirmação de relevância. 32
É o vento, frio, que torna as brasas mais quentes. 32
A evolução se processa, em grande parte, graças à energia dos atritos entre as pessoas e entre os grupos. 33
As virtudes, como as nuvens, ao longe parecem sólidas. 33
O movimento oscilatório precede a estabilidade. 34
O fato de você não saber explicar não significa que não exista explicação. 34
Não faça às escondidas nada que você não faria se estivesse sendo observado. Você está sendo observado! 35
Os oprimidos são sempre pessoas do bem... até que ascendam ao poder. 35
Quem se mantém ocupado não fica preocupado. 36
Amigo e inimigo são como o yin e yang: precisamos dos dois. Uma árvore cresce para baixo e para cima. Para baixo, cria raízes, que se desenvolvem nas trevas, mas sem as quais a árvore não teria força nem estrutura para manter-se de pé. Os inimigos são as raízes e os amigos, os ramos que a fazem florescer. 36
O universo é constituído por você e os outros. Todos os que estão do lado de fora da sua esfera egóica são seus competidores e cada qual priorizará suas próprias conveniências. Portanto, a diferença entre amigo e inimigo é apenas uma questão de intensidade. 37
A elegância do comportamento não é exercida para o outro que a recebe e sim para o próprio que a cultiva. 37
Quase sempre é má-fé travestida de ingenuidade. 38
Quando se aperta um sabonete ele salta para cima. Foi assim que os meus inimigos me fizeram subir. 38
Todo relacionamento assimétrico tende à desestabilização. 39
No Brasil, o que não é proibido é obrigatório. 39
Eu vivo de rendas: vivo do que o meu trabalho diário, incansável, me rende. 39
Todas as pessoas são irritantes se você viver perto por tempo suficiente. 40
Os Estados Unidos são profícuos na criação de grandes generais, desde o General Patton até a General Motors e a General Electric. 40
Fofoqueiro é como rato: reproduz-se desvairadamente e rói tudo o que encontrar. 41
Por mais que se faça o bem sempre se desagrada alguém. 41
Para o bem ou para o mal, tudo tem efeito colateral. 42
Só quem é verdadeiramente discípulo pode ser legitimamente Mestre. 42
Ego e altruísmo não são mutuamente excludentes. 43
Não há inocência que não seja punida. 43
O problema da apoteose é o day after. 44
O pouco compartilhado é melhor que o todo só para si. 44
Mais vale dividir a comida do que comer sozinho. 45
Quando ela acorda sorrindo, Tornando a manhã mais bela, Sinto que viver é lindo. Como é triste viver sem ela! 45
O pessimista anda olhando para o chão, não vê os pássaros e as borboletas: só vê os excrementos de cachorros. O otimista caminha olhando os pássaros e as borboletas... e pisa no excremento de cachorro! 46
Ter idade é uma questão de tempo. 46
A conclusão existencial do homem comum é “disturbo, ergo sum”. 47
Em todos os procedimentos, evite os extremos. Habitue-se a enxergar que entre o oito e o oitenta há mais de setenta alternativas. 47
Não são os animais que se assemelham aos homens: os seres humanos é que parecem bichos. 48
O Universo é polarizado: se tem gente contra (–), é porque você é a favor (+). 48
A chuva que cai no topo da montanha chega, como córrego, ao vale; mas a tempestade que cai no vale não escoa montanha acima. Assim é a cultura. 49
A felicidade consiste em não saber nada e não saber que não sabe. 49
Tudo o que você fizer às pressas, sai mais rápido se você fizer devagar. 50
Não dá para crer nos crentes. Eles não são críveis. 50
“...E livrai-nos dos crédulos, amém!” 51
Os que me escutam são de três tipos: 1) os que não entendem nada do que eu disse; 2) os que pensam que entenderam; 3) e os que pensam que estão cumprindo. 51
inimigo é aquele que nos ataca; amigo é aquele que não nos defende. 52
Não é paranoia: é estatística. 52
Tudo pode ser dito, se for com diplomacia. Nada pode ser dito, se for sem ela. 52
Algumas pessoas, para sobressair, ao invés de subir numa cadeira querem cortar as cabeças dos demais. 53
Para vencer, os predadores separam a presa dos demais membros do grupo. Não deixe que os predadores afastem você da segurança do poder gregário. 53
A burrice, a partir de um limite, tange as raias da loucura. Da mesma forma, a ingenuidade, quando é muita começa a se confundir com o mau caráter. 54
Só os amigos traem. Os inimigos não podem fazê-lo, pois não confiamos neles. 54
Homem de boa conduta é aquele cujos defeitos são considerados virtudes. 55
Ciúme não é uma demonstração de amor ao próximo e sim de amor-próprio, amor-a-si-próprio. 55
O que abandona o prazer é abandonado pelo sofrimento. 56
Lamento em ti não as tuas penas, mas as tuas lamentações. 56
A força está na União; na desunião, a fraqueza. 57
A União fez de nós o que somos; fará por nós o que nem imaginamos. 57
Chamamos veneno ao que nos mata rapidamente; e alimento, ao que nos mata a longo prazo. 58
Regra áurea do magistério: dizer o óbvio e ainda repetir três vezes! 58
Não sou dono da verdade. Sou apenas seu portador! J 59
As pessoas gostam de se iludir: chamam de verdade à mentira; compram sonhos e ilusões a qualquer preço, mas, indignadas, repudiam a realidade. 59
O que os olhos não veem o coração pressente. 60
O exagero é uma verdade elástica. 60
Persistência é uma teimosia inteligente. 61
Nações: coágulos de egocentrismo coletivo. 61
Estudo sem meditação é um tiro sem canhão. 62
Não nasci neste corpo, mas antes, e isto sim, ele nasceu em mim. 62
Toda criação é um pensamento germinando. 63
A essência da paz é a ausência do erro. 63
Quanto mais ricos houver, melhor: assim, breve serei um deles. 64
Presente é o passado que ainda não passou e futuro é o presente que ainda não chegou. 64
O homem se distingue do animal porque eructa conscientemente. 65
A euforia é um estado de consciência no qual esta é inversamente proporcional àquela. 65
Creem os homens: “errado é aquele que diz o contrário do que eu penso.” 66
Não posso julgar meus semelhantes justamente por eu ser semelhante a eles. 66
“Onde tem fumaça, tem fogo” a menos que seja de gelo seco. 67
Ou você se supera, ou outro o fará por você. 67
As mesclas minam a credibilidade; a especialização a enaltece. 68
O Yôga é uma filosofia perfeita exercida por pessoas imperfeitas. 68
Axioma Número Um: não acredite! 69
Quem está só, está mal acompanhado. 69
Depois dos 50 ninguém é preconceituoso: passamos a ser pós-conceituosos. 70
É pela ação efetiva que alcançaremos o que tantos sonharam e não conseguiram – porque apenas sonharam, mas não agiram. 70
Nada é desculpa. Tudo é pretexto. 71
Mais vale um inimigo útil que um amigo inútil. 71
O diabo só atormenta os religiosos, nunca os ateus. 72
A vida é bela! O que estraga são os viventes. 72
Sou grato aos que me criticam, pois tornam a minha obra mais conhecida. 73
Quanto mais fortemente se golpeia um gongo, maior a quantidade de pessoas que o escutam. 73
Precisamos acompanhar as mudanças... de preferência, antes que elas aconteçam. 74
Não sou polêmico. Polêmicos são os que polemizam comigo. 74
Tentam me destruir porque represento a Luz e, por comparação, todos saberão que eles são as Trevas. 75
Não é o quanto se ganha, mas o como se gasta, que predispõe à riqueza. 75
Ao não trocar um pássaro na mão por dois voando, você acaba com os três. 76
Liderança é a capacidade de administrar os erros dos comandados. 76
Problema é o preâmbulo da solução. 77
Quando aparo a barba e corto os fios rebeldes que se sobressaem, compreendo porque algumas pessoas sentem-se impelidas a me “aparar”. 77
O perfeccionismo é um defeito muito bom. 78
A realidade é uma questão de ótica. 78
Resultado financeiro deve ser apenas uma das consequências da existência de uma empresa consciente e não seu mote principal. 78
Quando o sujo toca no limpo, suja-o. Quando o limpo toca no sujo, suja-se. 79
Cada erro cometido é uma virtude adquirida. 79
Reconhecemos nossos erros... nos outros! 80
Duas classes de pessoas habitualmente falam pouco: a dos que não têm o que dizer e a dos que já sabem que não adianta... 80
Divina é a carne que por Deus foi criada, assim como molhada é a lama que com a água foi feita. 1962 81
“Vá com Deus” é um pleonasmo. 1962 81
Quando o Homem não tem mais em quem jogar a própria culpa diz: “É a vontade de Deus”. 1962 82
Que será de ti, Homem, se um inseto é bastante para estraçalhar-te a paz? 82
A primeira e mais eloquente evidência da repressão da sociedade sobre nós é o controle dos esfíncteres. 83
Nem mesmo um milagre sai direito se for feito às pressas. O próprio Criador quis criar o mundo em seis dias e olha no que deu: dor de dente, unha encravada, prisão de ventre, flatulência, doenças, vida curta, egoísmo, política, 34.253 religiões, predadores, guerras, tortura... 83
Devora-me, Esfinge, ou eu te decifrarei. 84
Quanta gente há humilde por orgulho! 84
Muitos dos que se desapegam estão apegados à ideia de desapegar. 85
Remuneraram-me tão bem que, por aquele valor, eu teria ministrado o curso até de graça. 85
Não sei quanto ele cobrou, mas valeu cada centavo. 86
Em terra de cego, quem tem um olho... errou! 86
Ateus dizem “adeus”? 87
Muito perde quem nada tem: a oportunidade de dar. 87
Sonhava o verme: 'Um dia voarei!' E um dia voou, a borboleta... 88
Supera-te a ti mesmo, antes de ao teu irmão. 88
Há duas formas de comprovarmos a futilidade dos prazeres: a primeira é renunciando a eles; a segunda, gozando-os. 1962 89
Não há melhor juiz do que aquele que já errou. 89
Erguei um lótus: debaixo há lama! 90
A detração é o ônus da notoriedade. 90
A emocionalidade estupidifica. 91
Em termos de comportamento, sempre precisamos de alguém que nos diga aquilo que nós já sabemos. 91
Há os que se levantam e fazem; e há os que se sentam e choram. 92
O Yôga não visa a resolver as mazelas do trivial diário e sim a grande equação cósmica da evolução. 92
Fico maravilhado com os seres humanos... alguns até falam! 93
Sê perseverante como o mar que há milênios tenta subir pelas areias. 93
A verdade é aquela da qual temos consciência. 94
Antes uma fecunda inimizade que uma amizade estéril. 94
Só é admissível discutir com quem está de pleno acordo. 95
Tem gente que é como os balões: lindos por fora, mas, por dentro, cheios de vento. 95
Os pensamentos são como pedras: constroem, soterram e matam. 96
Não penses no que podes perder, mas lembra-te do que queres ganhar. 96
O que é pior: ser infeliz ou estar convencido disso? 97
Pensa em mim e estarei contigo. 97
Dinheiro e reputação, ganham-se lentamente e perdem-se rapidamente. 98
Tem gente que já nasce com Alzheimer. 98
Amo amigos que rimam. 99
Busca fora dos livros, dentro de ti. 99
Nossa língua é tão rica que muita gente é bilíngue em português. 99
Zangamo-nos facilmente quando se nos atribui a culpa alheia... e a nossa, muito mais! 100
Quando queremos expulsar a escuridão não adianta empurrá-la para fora. Mas basta acender a luz que ela sai sozinha. 100
Se não fôssemos todos, não seríamos ninguém. 101
Creio, porque não vi. 101
O mais corrosivo dos ácidos é o tempo. 102
Mal é o nome que se dá à semente do bem. 102
Mais forte do que o que vence é o que consegue não contender. 103
Quando perderes pela grandeza, ainda te resta ganhar pela simplicidade. 103
Ninguém erraria se ouvisse os próprios conselhos. 104
Mais sábio é rir da própria desgraça do que da alheia. 104
Deveríamos ser como as águas dos riachos que, tranquilamente, contornam os obstáculos. 105
O tamanho dos obstáculos indica a estatura de quem os supera. 105
Para cada homem há uma verdade diferente. 106
As pessoas não são aceitas porque têm razão. Elas têm razão porque são aceitas. 106
...E, no oitavo dia, destruiu Deus o Homem. 107
A personalidade é a média ponderada das experiências sofridas; e a individualidade, a síntese das mesmas. 107
Tanto a derrota quanto o sucesso estimulam ao progresso. 108
"Sucesso" é como se denomina o resultado de uma série de fracassos. 108
Felicidade ou infelicidade são efeitos ilusórios de causas relativas à condição imediatamente anterior. 109
Concessões e facilidades debilitam a pessoa e enfraquecem a vontade. 109
Todos querem ser locomotiva, mas depois ficam reclamando por ter de puxar os vagões. 110
O importante não é estar em cima ou em baixo e sim a sensação de estar subindo... ou descendo. 110
Yôga é uma prece feita com o corpo. 1960 111
Quanto mais forte for a tora de madeira, mais energia dará ao fogo que a consome. 111
Gosto não se discute: deplora-se! 112
Gosto não se discute: mau gosto é indiscutível! 112
Nós não somos melhores do que ninguém. Os outros é que são piores. 113
Se a proposta for discordar, todo o mundo concorda. 113
Quando escrevo, não uso a pena e sim o cinzel. 114
Ser Humano é um animal insano com breves momentos de sanidade. 114
É muito difícil fazer as coisas parecerem fáceis. 115
Quase sempre fico bem orgulhoso dos pupilos, mas, às vezes, sinto-me um cenouricultor. 115
A verdade não vende jornais. 116
Não espere reciprocidade ou gratidão por parte das pessoas. Você sempre terá a percepção de que elas não farão por você o que você faz por elas. Isso é natural. Essa ilusão é causada pela sua redoma egóica. Mas lembre-se de que é sempre uma ilusão. 116
Eu estou sempre bem, mesmo quando não estou. 117
Não estou aborrecido com os inimigos, pois estão fazendo a parte deles. Fico triste é com os amigos, quando não estão fazendo a sua. 117
A elegância consiste em pagar depressa e cobrar devagar. 118
Uma mulher bem vestida seduz mais do que uma mulher bem despida. 118
Quando você disse: “Quero que ele morra” era uma metáfora. Agora é uma metástase. 119
Assim como a miscigenação racial aprimora a etnia, o caldeamento sexual aprimora o indivíduo. 119
Civilidade é quando realizamos os atos mais instintivos da forma mais refinada. 120
“Louco” é a designação dada aos demais pelos que têm menos competência. 120
Qualidade de vida é tornar sua existência descomplicada, é fazer o que lhe dá prazer, com alegria, saúde e bem-estar. 121
No sexto dia da Criação, no final da tarde, Deus criou o E.V.A. 121
Alguém já disse que a função da Imprensa é confortar os aflitos e afligir os confortados. O que me preocupa é saber: de que lado estarei no dia de hoje? 122
O Jornalismo é uma faca de dois gumes, mas o que seria da Humanidade sem uma boa faca? 122
Casamento deveria ser um dueto, não um duelo. 123
O grande inconveniente do casamento é que tem duas pessoas envolvidas. 123
O caminho mais curto para o divórcio é o casamento. 124
A vida é curta. Curta a vida. 124
Antigamente, queimavam os hereges* com lenha. Agora, queimam-nos com jornais. *do grego hairetikós – “que escolhe” 125
Nada é tudo aquilo que você imagina. 125
Se precisa de explicação, não adianta explicar. 126
As pessoas não são aceitas porque têm razão. Elas têm razão porque antes disso já tinham sido aceitas. 126
Se a caminhada está fácil, é porque você não está subindo. 127
Tenho muitos defeitos, mas a humildade não é um deles. 127
Pequenos detalhes fazem as grandes diferenças. 128
Tem gente que, não importa se são três dólares ou três milhões, sempre encrenca com os tostões. 128
Perante a efemeridade da vida e a perenidade da morte, é imperativo que se reconsiderem nossas vanglórias, nossos valores e nossos sacrifícios desnecessários. 129
A aventura e, ao mesmo tempo, o desafio de domar as emoções é um esporte radical reservado aos fortes. 129
A maior constatação de que a união faz a força são as bactérias, tão pequeninas, mas que juntas conseguem prostrar um animal trilhões de vezes maior que cada uma delas. 130
Alcançarei moksha quando minha interface neurológica entre Purusha e Prakrití parar de funcionar. 130
Aprender é uma capacidade de qualquer animal, porém, ensinar é tipicamente humano. Daí se conclui que a profissão mais humana de todas é a de professor. 131
Quando estou dando aula, não sou uma pessoa, sou uma linhagem de 5000 anos. 131
Você que é professor, cuidado para não vestir a carapuça de “guru”. Você que é aluno, muito cuidado para não se tornar “seguidor de gurus”. Sendo aluno, não aceite aqueles primeiros. Sendo professor, não aceite estes últimos. 132
Melhor uma crítica construtiva do que um elogio destrutivo. 132
Comentários
Escreva um comentário...

Quer que o seu escola/colégio seja a primeira Escola/colégio em Montijo?

Clique aqui para solicitar o seu anúncio patrocinado.

Vídeos (mostrar todos)

Localização

Entre em contato com a escola/colégio

Telefone

Informação geral

Fundada a 17 Maio1983 It is about tradition.