Inês Maria Gonçalves - Psicologia do Desenvolvimento

Porque nunca é cedo demais, aqui cuidamos das emoções desde o início! Pretende-se ajudar os pais na "leitura" das emoções e comportamentos e a ligar-se de forma mais positiva, profunda e contínua com seus filhos!

Inês Maria Gonçalves | Psicóloga Clínica Sou licenciada em Psicologia Clínica pelo Instituto Superior de Psicologia Aplicada (ISPA), pré-bolonha, com formação em Psicoterapia e diversas certificações na área da Psicologia Infantil, Parentalidade, Gravidez. Sou Instrutora de Massagem Infantil certificada pela Associação Portuguesa de Massagem Infantil (APMI/IAIM). Trabalho em consultório privado desde 2006, tendo passado por algumas experiências a nível institucional. Sou mãe. Uma aprendiz desta dança única. A parentalidade traz novos contornos à vida, criando novos sentidos e renovando olhares. Para mim, é aprender a olhar para dentro, na expetativa de dar o melhor cá fora. Estes meus dois lados trazem-me aqui, a este espaço de partilha de como todos os dias aprendo um passo novo nesta dança. E porque a ciência não tem de estar separada do instinto, pretende-se um espaço de reflexão dirigido à promoção da saúde emocional dos bebés, das crianças e das famílias. Um misto de pedaços de mim e da paixão por aquilo que faço.

Tem sido uma semana e tanto com este desafio de 5 dias quase a terminar. Além do cansaço que esta gestão tem trazido (além dos miúdos em casa, conciliar com horário de trabalho possível, enfim...vocês sabem!), tem trazido uma satisfação imensa poder partilhar estes temas.
Hoje foi o 4º dia do desafio, em que fiz um convite a um olhar mais ALÉM do que é diretamente observável: os motivos que poderão estar por detrás dos comportamentos "terríveis". Trouxe este tema, pois ao entendê-los como uma forma de comunicar necessidades, muitas vezes emocionais, não atendidas, temos a oportunidade de, mais facilmente, interpretá-los como um "grito de ajuda", mais do que uma afronta...E a partir daqui, dar a nossa mão 😊

O comportamento É uma forma de comunicação e, principalmente, em crianças mais pequenas, é a linguagem que elas utilizam para transmitir o que precisam, mesmo que por portas travessas que nos obriga a alguma interpretação.

Se o comportamento que vemos é a solução que a criança encontra para comunicar um problema que não vemos... Como lhe respondes ❓

Deixa aqui o teu comentário 👇👇👇

Quantas vezes ficas de dentes e punhos cerrados, tensa, com vontade de chorar e de trancar sozinha na casa de banho, cansada, exausta com o que os teus filhos te fazem sentir? Deixa-me dizer-te que estes podem ser sinais de stress e sobrecarga e é muito importante dar-lhes a devida atenção!

Todos os dias tentas ser a melhor mãe e podes até sentir que estes sentimentos e sensações são contra-natura ("ele é meu filho, desejei-o tanto, não me deveria sentir assim"). Com isto vem uma culpa imensa, quando te sentes ressentida e com raiva em relação aos comportamentos desafiantes do teu filho

Deixa-me dizer-te....É NORMAL!!!

No entanto, é um sinal muito importante, um alerta de que tens que ser cuidadosa na forma como vais agir (para evitar o impulso de que mais tarde te podes arrepender), mas acima de tudo, que tens que cuidar de ti própria.

Se sentires aquela vontade de gritar, castigar ou até de dar uma palmada ao teu filho, certifica-te de que cuidas de ti primeiro! Na verdade, aquilo que estás a sentir nesses momentos acaba por ter muito mais a ver contigo do que com eles....

Faz uma Pausa! Vai apanhar ar! Conecta-te contigo!

A exaustão e a frustração podem levar até os melhores pais do mundo a dizer e a fazer coisas que mais tarde se arrependem. OK! Errar é humano! Mas por isso mesmo, o melhor é investir em ti, no tempo necessário para te sentires melhor...para, depois, fazeres o teu melhor.

Estamos juntas ❤️

A Conexão é uma poderosa ferramenta que permite que a mensagem do Amor seja recebida. Que permite o envolvimento necessário para, depois, corrigir o comportamento. É possível ensinar aos nossos filhos O QUE FAZER e quais as nossas expectativas em relação a eles, mas apenas quando estão emocionalmente disponíveis à aprendizagem (quando o cérebro emocional e o racional estão em equilibrio). Um momento ótimo também proporcionado pela Conexão 🥰

Como te ligas e envolves na "história" do teu filho?

Porque o que fazemos HOJE conta para AMANHÃ! ❤️

No geral e no dia-a-dia vivemos a nossa parentalidade em "piloto automático", mas uma vez por outra é importante pararmos para ligar ou reiniciar o nosso "gps parental" para ficarmos mais conscientes no que diz respeito ao que mais desejamos e para onde queremos guiar os nossos filhos.

Não é segredo que chegar a esse destino leva tempo, prática, muitas tentativas e erros e toda uma aprendizagem, sempre, lado-a-lado: a ensinar, incentivar e a modelar.

Já ligaste o teu "GPS parental"?

A todas as mães, que todos os dias se superam, que dão o seu melhor e se comprometem a este papel de guiar os seus filhos na vida com tudo o que têm ❤️

bestcareagency.pt

DESAFIO 5 DIAS - BestCareAgency

Ainda vais a tempo para garantir o teu lugar neste Desafio - Compreender os Miudos em 5 dias! A partir desta segunda-feira, de 4 a 8 de maio, podes juntar-te a mim para um desafio diário TOTALMENTE ONLINE E GRATUITO‼️

Para os nossos filhos crescerem bem, é muito importante crescermos ao lado deles e com eles! Entrar no mundo das crianças e entender as suas reações e comportamentos é o primeiro passo para que esta caminhada se faça com mais calma e confiança 😊

Queres saber qual o programa destes 5 dias?
Vou dar-te umas pistas:

👉Dos desafios às oportunidades
👉Conseguir que eles te oiçam
👉Coneão antes da Correção
👉Descodificar o comportamento
👉Confiança, Cooperação e Tranquilidade

Se queres saber mais e inscrever-te, clica aqui:👇👇👇
https://bestcareagency.pt/desafio-5-dias/

bestcareagency.pt Disciplina Positiva - Durante 5 dias vou guiar-te num passo a passo para criares uma relação mais calma e positiva com @s teus/tuas [email protected].

Que atire a primeira pedra quem nunca teve um momento em que o comportamento dos filhos tenha ativado aquela luzinha do “red line” e despoletado uma reação 💣 em ti que, depois, te tenhas arrependido e da qual não te orgulhes.

Ok…às vezes só precisamos que o momento passe, fechar os olhos e … sobreviver!

Os dramas com os miúdos podem, simplificando, resumir-se ao seguinte: eles fazem algo que não devem ➡️ os pais ficam aborrecidos ➡️os miúdos ficam chateados ➡️ Há gritos e lágrimas (e algumas pertencem às crianças⚠️)

… Não, não é só contigo. Não é só em tua casa, acredita! Se tens filhos, certamente já passaste por situações assim, frustrantes.

É difícil esta descoberta de como disciplinar os miúdos. É cansativo. É desgastante.

Mas que atire a segunda pedra quem nunca pensou que gostaria de fazer diferente, de fazer e ser melhor naqueles momentos. Afinal, os pais perfeitos parecem estar na moda 😎

Não se trata de ser perfeito, mas de querer acabar com Aquele comportamento e ao mesmo tempo, responder de forma efetiva, que valorize as relação pais-filhos sem danificar. Trata-se de criar menos drama e não o oposto.

É aqui que vale a pena pensar: para ti, o que é a Disciplina? O que é isto de disciplinar? Qual o teu objetivo? Quando eles se portam “mal”, o que pretendes? Pensas imediatamente em consequências? Será o objetivo final, punir as crianças? Fazê-las sentir-se mal por aquilo que fizeram?

A palavra disciplina vem do Latin disciplina, cujo sentido era utilizado para descrever a ação de se “instruir, educação, ciência, ordem, princípios de moral”. Simplificando: disciplinar = ensinar. Mas nos dias de hoje, parece que associamos mais facilmente a prática da disciplina à punição, castigo ou à execução de consequências.

Dá que pensar, não é?! E tu, o que pensas quando disciplinas os teus filhos?

Escreve aqui nos comentários ⬇️⬇️⬇️

youtube.com

Experiments with altruism in children and chimps

Gemeinschaftsgefühl significa interesse social, ou melhor, um sentido de comunidade e desejo de contribuir para o bem estar dos outros. Uma competência inata dos seres humanos!!

Quantos de nós confiam o suficiente nesta competência dos mais pequenos e lhes damos a oportunidade para desenvolver o seu desejo de contribuir? Vale tanto a pena pensar nisto!!! Fica a dica. Vejam o video 😉

A series of experiments testing altruism in both very young children and chimpanzees. From the Max Planck Institute for Evolutionary Anthropology. http://www...

bestcareagency.pt

DESAFIO 5 DIAS - BestCareAgency

UAU!
Quase 30 pessoas inscritas neste desafio, que vai já começar na próxima 2ª-feira, dia 4 Maio!
Nesta vivência sem precedentes, são muitos os pais e mães que sentem a necessidade de se munir com mais ferramentas para compreender e lidar com o comportamento dos seus filhos. Se sentes que este Desafio de 5 Dias te pode ajudar, junta-te a mim e a esta comunidade de mães e pais! Estamos juntos 😊
Clica no link e inscreve-te 👇
https://bestcareagency.pt/desafio-5-dias/

bestcareagency.pt Disciplina Positiva - Durante 5 dias vou guiar-te num passo a passo para criares uma relação mais calma e positiva com @s teus/tuas [email protected].

Não há nada mais importantes que possamos dar aos nossos filhos que uma relação forte connosco, com base no amor, na confiança e na aceitação – até mesmo (e principalmente) quando os comportamentos deles nos oferecem desafio!

Mas como? A partir da nossa “verdade” e das nossas imperfeições – o que nos torna humanos, aos nossos olhos e aos deles. E não há como contornar esta certeza, de que erramos e iremos errar, muitas vezes! … afinal, não é assim que se aprende, a errar?!

Mas os erros são pouco importantes, à luz daquilo que decidimos fazer com eles 😉

Ontem a Educadora do meu filho mais velho presenteou-nos com uma história para começar “a semana da mãe”, que representa exatamente isto: os erros que cometemos e a forma como os recuperamos. “Quando a mãe grita” é a história. (não substitui o livro, mas para quem não conhece, pode ver aqui: https://www.youtube.com/watch?v=KZ8I6FiH5rc)

Seja em que forma for, quantas vezes perdemos a cabeça?! E o que fazemos em relação em isso!?

Nunca é tarde de mais para recuperarmos os erros, mas é importante esperarmos por um momento de calma para o fazer, pois quando “perdemos a cabeça”, ficamos com acesso muito restrito à nossa capacidade de pensar e resolver problemas.

Experimenta a seguir estes passos:
👉 Reconhece os teus erros com sentido de responsabilidade (em vez de culpa!)
👉 Pede desculpas pelo que fizeste (as crianças têm uma bondade e capacidade de perdão únicas)
👉 Resolve o problema com o teu filho. Encontrem juntos uma solução respeitosa para ambos.

Somos Liberdade quando nos podemos sentir livres dentro de nós próprios.

Podemos começar por nos aceitar naquilo que sentimos e ajudar as nossas crianças a sentir a liberdade quando as ouvimos de verdade, de coração e braços abertos, naquilo que sentem. Sem tentar explicar, distrair ou até mesmo tentar remendar.

Podemos mostrar o caminho da Liberdade às nossas crianças para que cresçam livres dentro delas próprias, permitindo que sintam o que sentem, sem preconceitos, e ajudando-as a expressar-se.

Sejamos Liberdade, por nós e pelos nossos 🥰

bestcareagency.pt

DESAFIO 5 DIAS - BestCareAgency

Qual o pai ou mãe que …?!

👉 nunca se questionou o que fazer quando os filhos fazem uma grande birra, não querem comer, não querem ir para o banho e depois não querem sair (e por adiante..)❓

👉 não gostaria de ter soluções que funcionam muito melhor do que a punição para ajudar as crianças a aprender autodisciplina, cooperação, responsabilidade e solução de problemas ❓

Até à 2 anos atrás, com uma criança de 4 e um bebé de 1 ano em casa, comecei a debater-me com uma gestão difícil no que tocava a encontrar soluções mais “simpáticas” (mas firmes) para lidar com os conflitos, os “bate pé” e os “nãos”, mesmo compreendendo muito bem todas as fases do desenvolvimento em que os meus filhos se encontravam. Encontrei na disciplina positiva uma peça fundamental que me faltava para ajudar os meus filhos a aprender com as dificuldades, mas acima de tudo que me ajudou a mim a encontrar soluções simples e práticas.

Desde então, tenho vindo a partilhar estas ideias com grupos de pais, profissionais de educação, colegas e com as minhas famílias clientes.

De 4 a 8 de Maio vou partilhar algumas destas dicas contigo! Queres juntar-te a mim? Inscreve-te aqui 👇👇👇
https://bestcareagency.pt/desafio-5-dias/

bestcareagency.pt Disciplina Positiva - Durante 5 dias vou guiar-te num passo a passo para criares uma relação mais calma e positiva com @s teus/tuas [email protected].

Junta-te ao meu DESAFIO Compreender @s miú[email protected] em 5 dias, onde vou mostrar-te como:

❤️ Ter a relação que queres com @s teus/tuas [email protected]: mais cooperação e escuta, menos lutas de poder e chamadas de atenção (pela negativa)

❤️ Lidar com os desafios da parentalidade de maneira eficaz e mais positiva (sem gritar, ameaçar, castigar ou ceder)

❤️ Viver a família de forma mais confiante, tranquila e emocionalmente estável

Melissa Radke

Os professores, a quem todos os pais cada vez mais reconhecem a sua magia, o seu esforço e mérito, estão a viver este estado de espírito. Aos professores, que mesmo à distância estão junto dos seus alunos, a dar o seu melhor, OBRIGADA! ♥️

Who is this teacher? Who’s daughter is this? I want to hug her. Does anyone know her?? She is my kind!
Hi teachers, we see y’all.
We miss y’all.
Do you miss us? (Don’t answer that.)

DESAFIO 5 DIAS - BestCareAgency

BOAS NOTÍCIAS ‼️

As últimas semanas não têm sido fáceis, muito desgastantes para muitas famílias, entre gerir toda a incerteza que esta pandemia suscita, o stress do trabalho e das crianças em casa, com comportamentos mais instáveis e difícies de lidar.

Faço-te o convite para te juntares a mim! Estarei ao teu lado para te ajudar a "Compreender os miúdos em 5 dias". Se gostavas de ter mais recursos para lidar com os teus filhos de maneira eficaz, positiva e tranquila, aceita este desafio e INSCREVE-TE!
👇👇👇
https://bestcareagency.pt/desafio-5-dias/

Disciplina Positiva - Durante 5 dias vou guiar-te num passo a passo para criares uma relação mais calma e positiva com @s teus/tuas [email protected].

Inês Maria Gonçalves - Psicologia do Desenvolvimento's cover photo

Hoje pensei em contar-vos um pouco sobre mim.

Psicóloga clínica, educadora parental e mãe de dois meninos maravilhosos.
Há quase 15 anos a trabalhar em clínica, com adultos, bebés, crianças e suas famílias.

Desde muito cedo a minha prática se direcionou para o trabalho com crianças pequenas, com as mais diversas dificuldades ao nível do desenvolvimento. Desafios e dificuldades que surgiam na forma de histórias de vida (ainda a começar) e de relações com os pais que nem sempre começavam da forma mais positiva. Dificilmente me procuravam senão por uma crise ou preocupação acentuada, fosse por uma dificuldade mais concreta ao nível do desenvolvimento da criança ou de um “sintoma” de conflitualidade na relação entre pais e filhos. Todo este envolvimento me fez ter cada vez mais motivação para me envolver num trabalho que ajudasse a clarificar, descodificar e compreender como é que estas relações se poderiam transformar, utilizando o conflito e as desorganizações como um potencial de aprendizagem (sobre a criança e sobre os pais)! Criar oportunidades de acompanhar famílias mais satisfeitas e felizes, mesmo desalinhadas e com as suas imperfeições, criando e redescobrindo momentos dedicados ao bem-estar e ao crescimento, passa por valorizar os pais! Fui descobrindo que a minha missão passava por estar de mãos dadas com estas famílias, em busca das suas forças…numa descoberta livre, sem receitas nem fórmulas, com as suas necessidades, as suas verdades e em cada circunstância. É na relação com os “seus” que as crianças crescem, se descobrem a elas e ao mundo e, como psicóloga, tenho hoje o privilégio (e a responsabilidade) de seguir e acompanhar estas vidas, ajudar os pais a ajudarem os filhos a crescer, a lidar com as suas “dores de crescimento” e a criarem laços de vida únicos e positivos.

A maternidade trouxe-me uma luz e uma perspetiva mais pessoal a toda a minha experiência, ajudou-me a reconhecer, na primeira pessoa, a importância daquilo que faço, que a forma como lhes respondo e entendo as suas necessidades, fazem toda a diferença na forma como eles crescem (e tal como eu, todos os pais querem que isso aconteça da melhor forma possível)!
Alguns anos antes, durante a gravidez e até o meu primeiro filho fazer 1 ano, fiz muita formação na área do desenvolvimento infantil na primeira infância e intervenção precoce, com muita sede de conhecimento, de saber mais e mais, para melhor ajudar as “minhas” famílias. Recordo-me com especial carinho as palavras de um professor que acompanhou este meu percurso: “a Inês tanto estudou para ajudar os outros que acabou por se preparar para ser mãe, mas quem mais a vai ensinar é esse menino”.

A MELHOR E MAIS REAL APRENDIZAGEM DA MINHA VIDA, posso dizer!

Pois é, mas “saber tantas coisas” não me impediu de errar, desconectar e até perder o foco e a calma com os meus filhos. Com tanto conhecimento e mesmo sendo uma pessoa muito calma, paciente e compreensiva! E muitas vezes terminei o dia a sentir que estava a falhar redondamente…Muitos de nós reagimos de forma impulsiva e negativa com os nossos filhos, especialmente quando estamos cansados e stressados (o que geralmente acontece a quem é mãe…)

Por essa altura descobri a Disciplina Positiva, que me ajudou a olhar para mim, enquanto mãe, e para os meus filhos de forma mais consciente e a criar uma atitude mais intencional e respeitosa. Uma perspetiva que me trouxe mais uma “caixa de ferramentas” que me permite viver a maternidade com muito mais tranquilidade e consciência e que tem, hoje, uma força muito presente no meu trabalho com as famílias que acompanho.

Acredito que é nas relações que nos desenvolvemos e nas crises que mais crescemos!

❤️ Por mais famílias reais a viver momentos intencionais! ❤️

É na verdade da relação com os nossos filhos que a magia acontece!

❤️ Por mais famílias reais a viver momentos intencionais ❤️

Pais em modo “presença ausente” por aí?!

Nos últimos dias tenho recebido algumas mensagens de pais aflitos na gestão dos filhos e do trabalho durante a quarentena. É um assunto que também me diz muito pessoalmente, pois também eu tenho que dar resposta ao meu trabalho com duas crianças pequenas que exigem atenção.

Penso que é muito importante reconhecer que, para as crianças, ALÉM desta estranheza de estar em casa tanto tempo, ter a rotina habitual quebrada, não estar com os amigos, educadores, professores, avós, estarem impedidos de ir brincar ao parque (e por aí adiante), a ideia de estarem em casa com os pais que se poderia assemelhar a um fim-de-semana mais-que-prolongado, pode levar a que criem algumas expectativas de uma disponibilidade (afinal) falhada.

Esta presença ausente dos pais pode levar a que as crianças fiquem mais “pegajosas”, exigentes e carentes, como se os pais fossem o seu único objeto de desejo! Estou convicta de que as crianças estão no direito de se sentirem enganadas e reivindicarem por um 1º lugar no pódio da vida dos pais!

Estou também certa de que os pais compreendem, mas não sem se sentirem culpados, intensamente sufocados e frustrados.

Partilho 3 dicas que tenho utilizado cá por casa para aliviar a ansiedade e ajudar todos a lidar com os “filhos-pega-monstro”:

1- O “Plano do Dia”: que fazemos todos os dias de manhã! As rotinas, feitas com a colaboração de todos, podem ser as nossas melhores amigas!

2 - Encorajar a autonomia! Pedir-lhes ajuda para uma qualquer tarefa que consigam fazer (usem a imaginação 😉) .

3 - Tentar não dramatizar nem exagerar! O tom emocional da nossa comunicação é poderoso…seja pelo que fazemos ou dizemos. Tenta falar-lhe com calma e assertividade.

Sobre mim

Inês Maria Gonçalves | Psicóloga Clínica, especialista em Intervenção Precoce Acima de tudo, defensora dos direitos das crianças. Pelo direito a serem compreendidos, mesmo quando ainda não sabem falar. ​

Sou mãe de dois meninos. Uma aprendiz desta dança única. A parentalidade traz novos contornos à vida, criando novos sentidos e renovando olhares. Para mim, é aprender a olhar para dentro, na expectativa de dar o melhor cá fora.

Estes meus dois mundos trazem-me aqui, a este trabalho de profunda sensibilidade e pormenor, no apoio a bebés, crianças e famílias, na procura de compreender necessidades e comportamentos e a ultrapassar dificuldades, numa relação de confiança e suporte: nesta dança que é a do Crescer.

E porque a ciência não tem de estar separada do instinto, pretendo oferecer um espaço de apoio dirigido à promoção da saúde emocional dos bebés, das crianças e das famílias, na procura do melhor do mundo de cada um.

Quer que o seu escola/colégio seja a primeira Escola/colégio em Lisbon?

Clique aqui para solicitar o seu anúncio patrocinado.

Vídeos (mostrar todos)

Localização

Entre em contato com a escola/colégio

Telefone

Endereço


Rua Conde 32-A 1º
Valadares
1200-637
Outra Cuidados infantis em Valadares (mostrar todos)
O Risquinhas - Creche e Jardim de Infância O Risquinhas - Creche e Jardim de Infância
Avenida António Coelho Moreira 156
Valadares, 4405-528

“O Risquinhas” Creche e Jardim-de-Infância Lda é uma instituição de carácter particular, que abrange as áreas do Grande Porto e Vila Nova de Gaia.