Térmitas nos Açores

Promover a comunicação entre toda população Açoriana e o trabalho em desenvolvimento pelo bolseiro de doutoramento Orlando Guerreiro-Bolsa M3.1.2/F/022/2011

Existem actualmente quatro espécies de térmitas nos Açores. Duas espécies subterrâneas, a Europeia Reticulitermes grassei e a Reticulitermes flavipes proveniente do Norte da América; A térmita de madeira húmida, proveniente da zona mediterrânica, Kalotermes flavicollis e a térmita de madeira seca Cryptotermes brevis da América. Todas estas espécies são espécies exóticas, sendo algumas já consideradas espécies invasoras. A C. brevis é actualmente a espécie com maior impacto económico. Esta espécie destrói as estruturas em madeira das habitações e o mobiliário e está presente nas ilhas de S. Miguel, Santa Maria, Terceira, Faial, Pico e S. Jorge. Actualmente não existe nenhuma estratégia local ou regional para o combate das espécies de térmitas que ocorrem no arquipélago. A principal estratégia para um eficaz controlo destas espécies no arquipélago é através da implementação de um plano de gestão integrado (PGI). A sua execução tem como principais orientações uma constante monitorização da situação de dispersão, uma aplicação contínua de vários métodos de controlo e uma atitude permanente na educação de forma a manter a comunidade consciente da possibilidade de disseminação das térmitas para outros lugares mantendo uma abordagem pró-activa acerca do problema. Esta abordagem ambiciona monitorizar as áreas actualmente afectadas e providenciar informação diversa, tal como mapas de risco de ocorrência para todas as espécies de térmitas. Pretende-se igualmente conhecer o real impacto da espécie de madeira húmida, K. flavicollis, na flora insular. Relativamente à espécie C. brevis, considerada uma problemática praga urbana, propõe-se o desenvolvimento de um Modelo Baseado em Agentes para entender a dispersão da praga, um modelo para determinar a influencia climática no enxameamento, analisar e identificar semioquimicos que poderão actuar no comportamento e/ou fisiologia e estudar o efeito de alguns óleos essenciais, contendo insecticidas naturais, para proteger as estruturas de madeira da futura formação de novas colónias. Aplicações: O presente projecto pretende contribuir para um maior conhecimento acerca da distribuição das espécies de térmitas, formas alternativas para o seu combate e eventual erradicação de algumas espécies. Os resultados poderão ser uma importante componente em um plano regional integrado para a gestão destas espécies tal como potenciar a salvaguarda do valioso património regional existente nas cidades de Angra do Heroísmo (património da humanidade), Ponta Delgada e Horta. Os mapas de risco poderão ser importantes ferramentas para a tomada de decisão e implementação de políticas de gestão para minimizar a problemática na região. Outros resultados de grande importância para a economia, que esperamos alcançar, são a obtenção de pelo menos dois produtos para o controlo da espécie C. brevis: uma armadilha atractiva química e um insecticida natural repelente para a protecção das estruturas de madeira das habitações.

Missão: Alertar a população das zonas infestadas pela espécie Cyptotermes brevis da época de enxameamento e colocar armadilhas nas suas habitações de forma a criar uma colaboração entre a população e o conhecimento cientifico. Informar a população dos trabalhos em desenvolvimento.

EDIA - Empresa de Desenvolvimento e Infra-estruturas do Alqueva, S.A.

ALQUEVA: Projeto piloto ajuda agricultores no combate a pragas

A EDIA tem em curso um projeto piloto no combate a pragas por meios naturais, potenciando a fixação de colónias de Morcegos nas herdades na área servida pelo Projeto de Alqueva.

O Morcego, sendo um animal insetívoro, afigura-se como um importante aliado do homem no combate biológico aos insetos que, na maior parte das vezes, constituem pragas para as culturas instaladas, nomeadamente os mosquitos e a traça da azeitona, entre outros.

Ao serem instaladas caixas especialmente concebidas para refúgio dos morcegos em locais previamente selecionados, maioritariamente em árvores, são criadas condições para que uma colónia de morcegos a ocupem e, a partir daí, aproveitar a voracidade destes animais para um combate efetivo às pragas nas culturas.

Cada morcego da espécie que ocupa estas caixas, pesa em média 6 gr e consome por noite metade do seu peso em insetos. E se tivermos em conta que uma só caixa pode albergar cerca de 200 morcegos, então poderemos dizer que cada caixa de morcegos será responsável pela dizimação de 7 Milhões e 200 mil mosquitos por mês, ou 3 Milhões e 600 mil traças da oliveira. Ou seja, num mês, uma só caixa, pode representar uma captura de 18 quilos de insetos.

Esta medida visa apoiar o agricultor no combate às pragas, diminuindo ou mesmo anulando os tratamentos específicos que são ministrados às culturas, tornando-as mais sustentáveis ambientalmente.

Com ou sem estado de emergência, há coisas que não falham. Uma delas é o enxameamento das térmitas subterrâneas num dia de bom tempo após chuva intensa.
Na Horta elas já começaram a dispersar...
Nesta fase alada é bastante fácil, com um simples inseticida, evitar a sua propagação.
A espécie em causa é a Reticulitermes grassei.

XIX Congresso Ibérico de Entomologia

Bem-vindos à página oficial no Facebook do XIX Congresso Ibérico de Entomologia! Estamos a preparar o maior evento de Entomologia na Península Ibérica!
https://xixciecoimbra.wixsite.com/oficial

Partilhem e estejam atentos! Também no Twitter e Instagram!
https://twitter.com/xixciecoimbra
https://www.instagram.com/xixciecoimbra/

#XIXCIECOIMBRA

youtube.com

Redbull "Les termites au travail" "Redbull donne des aiiiles" - Publicité 0:15

Umas artistas...
🙂
https://m.youtube.com/watch?v=O5GLnwGsLm4

Publicité boisson Redbull "Les termites au travail", "Redbull donne des aiiiles", janvier 2020

sciencealert.com

'Warning to Humanity': Stop Killing Insects Now Before It's Too Late, Say Scientists

sciencealert.com Half of the 1 million animal and plant species on Earth facing extinction are insects, and their disappearance could be catastrophic for humankind, scientists have said in a "warning to humanity".

Praga das térmitas está a piorar de ano para ano nos Açores

Segundo o Grupo da Biodiversidade dos Açores, as térmitas afetam centenas de casas, sobretudo nas cidades de Ponta Delgada e Angra do Heroísmo. Relatório de 2019 ainda está a ser feito, mas já aponta para uma situação pior em relação a 2018
in AO 11/01/2020

https://www.acorianooriental.pt/noticia/praga-de-termitas-esta-a-piorar-de-ano-para-ano-306193

As térmitas de madeira seca vivem toda a sua vida no interior da madeira que é, simultaneamente, a sua casa e seu alimento. A exceção é apenas durante a fase de enxameamento durante a dispersão dos jovens reprodutores. Esta é, normalmente, a única vez que estão no exterior da madeira.
No entanto, quando as galerias são à superfície e são expostas ao exterior por alguma perturbação externa, as térmitas pseudoagregadas (vulgo obreiras) podem se "perder" e acabar por "passear cá fora".

Quantas térmitas aladas terão dispersado por este quarto neste edifício?

insectessociaux.com

insectessociaux

Um blog bastante interessante.

https://insectessociaux.com/?fbclid=IwAR3iFbv7aHDbgAdqO0gwtli5K9qZ6zhdstHz6dKF6HjNZWrMwRXxHVf00rc

insectessociaux.com Commentaries, thoughts and opinions about social insects

Uma janela de um edifício com uma infestação severa fica assim, após a fase de enxameamento da espécie C. brevis.

Enxame de térmitas da espécie Kalotermes flavicollis.
Esta manhã na cidade de Horta.
#termites

Termite Research Team

Enrolment deadline for Termite Workshop 2020 was postponed by two weeks!

https://termiti.fld.czu.cz/en/r-14794-termite-workshop

Infestações severas levam, irremediávelmente, ao colapso dos elementos estruturais afectados.
#termites
#Cbrevis

A recolher armadilhas até à próxima semana na ilha Terceira.
As imagens são bastante ilustrativas da capacidade destrutiva da espécie de térmita C. brevis. São uma grave praga urbana que poderá se propagar, infelizmente, para todo o arquipélago.

Com o final do verão à espreita, chega a vez da espécie de térmita Kalotermes flavicollis enxamear. Esta semana foram registadas ocorrências, em simultâneo nas ilhas de Faial e S. Miguel, alados desta espécie.
Apesar da espécie não ser considerada um problema grave para as madeiras aplicadas, a existência de colónias em edifícios, já foi diversas vezes detectada.

Last but not least...
As primeiras armadilhas colocadas são as últimas a ser recolhidas. Também as armadilhas colocadas no interior das habitações serão recolhidas até ao final da semana.

À procura de térmitas...

As armadilhas colocadas no inicio do verão em várias localidades dos Açores foram, praticamente, todas recolhidas. Com excepção da cidade de Horta que serão, muito brevemente, recolhidas. A tarefa, morosa, de procurar um alado no meio de vários insectos já foi iniciada...

Provavelmente o pico de enxameamento já ocorreu. No entanto, ainda há algumas térmitas a dispersar...

PlayGround BR

As térmitas, ordem Blattodea, também poderão ter mais uma interessante utilidade para a sociedade, para além do importante papel que têm na natureza nos locais de onde são endémicas ou autóctones. Como, por exemplo, na produção de energia. Este vídeo, algo chocante para os mais sensíveis a insectos, mostra uma interessante utilização de baratas... "primas" das térmitas.

Bilhões de baratas estão sendo “criadas” em fazendas para uma missão múltipla.

museumpests.net

Identification – Pest Fact Sheets | Museumpests.net

Listagem de pragas mais comuns em museus.

https://museumpests.net/identification/identification-pest-fact-sheets/

museumpests.net

youtube.com

Alado de C. brevis atravessando rede.

Não bastam redes para evitar a entrada de alados de térmitas de madeira seca em casa.
#Cryptotermesbrevis

https://youtu.be/j477J4f2E84

Alado de Cryptotermes brevis passando por rede de proteção, rede mosqueira.

museumpests.net

museumpests.net

Informação de forma simples acerca da espécie de madeira seca Cryptotermes brevis e formas de tratamento.

http://museumpests.net/wp-content/uploads/2017/03/Drywood-Termite.pdf

museumpests.net

Vestígios de térmitas de madeira seca após enxameamento...

Ainda existem várias colónias a enxamear...
#Cbrevis #TermitadeMadeiraSeca

Voo de corte da espécie Cryptotermes brevis.
A fase de dispersão ainda continua...

Somos mais de mil!!!
Obrigado!!!

No entanto, ainda somos poucos.
Uma só colónia de térmitas do género Reticulitermes poderá ter vários milhares de individuos.

O enxameamento da térmita de madeira seca já teve início há algumas semanas. No entanto, com o aumento da temperatura, a fase crítica estará para breve.
Tome as precauções necessárias para evitar a propagação desta praga. Use armadilhas, inseticida de baixa toxicidade, redes, etc.

expertoentermitas.org

Reticulitermes flavipes una destructiva plaga en Canarias y en el mundo

Um grave problema, também, em Praia da Vitória na ilha Terceira. 😥

expertoentermitas.org La plaga de la termita invasora americana Reticulitermes flavipes representa un gran peligro para el patrimonio público y privado de tenerife.

Foram colocadas 29 armadilhas em candeeiros de iluminação pública na Vila de Velas na ilha de S. Jorge.
O objectivo destas é a captura de insectos atraídos pela luz para verificar a ocorrência de térmita de madeira seca, espécie Cryptotermes brevis.
Segue, em baixo, informação acerca das armadilhas:
- A armadilha não tem qualquer tipo de substância tóxica;
- É feita de material plástico e cola;
- É uma armadilha habitualmente utilizada em agricultura em protecção integrada e/ou biológica;
- Não é atraente para as térmitas ou outros insectos xilófagos;
- Caso alguma seja encontrada no chão, esta, poderá ser entregue aos Vigilantes da Natureza .
Serão recolhidas no inicio de Agosto.

Muito obrigado

Entomological Society of America

Uma Barbie que gosta de insectos :)

There is going to be an Entomologist Barbie.

Foram colocadas 30 armadilhas em candeeiros de iluminação pública nas vilas da Madalena, Lajes e S. Roque na ilha do Pico.
O objectivo destas é a captura de insectos atraídos pela luz para verificar a ocorrência de térmita de madeira seca, espécie Cryptotermes brevis.
Segue, em baixo, informação acerca das armadilhas:
- A armadilha não tem qualquer tipo de substância tóxica;
- É feita de material plástico e cola;
- É uma armadilha habitualmente utilizada em agricultura em protecção integrada e/ou biológica;
- Não é atraente para as térmitas ou outros insectos xilófagos;
- Caso alguma seja encontrada no chão, esta, poderá ser entregue aos Vigilantes da Natureza .
Serão recolhidas no inicio de Agosto.

Muito obrigado

Foram colocadas 30 armadilhas em candeeiros de iluminação pública, com especial incidência nas juntas de freguesia de Santa Cruz e de São Mateus na Ilha Graciosa.
O objectivo destas é a captura de insectos atraídos pela luz para verificar a ocorrência de térmita de madeira seca, espécie Cryptotermes brevis.
Segue, em baixo, informação acerca das armadilhas:
- A armadilha não tem qualquer tipo de substância tóxica;
- É feita de material plástico e cola;
- É uma armadilha habitualmente utilizada em agricultura em protecção integrada e/ou biológica;
- Não é atraente para as térmitas ou outros insectos xilófagos;
- Caso alguma seja encontrada no chão, esta, poderá ser entregue aos Vigilantes da Natureza .
Serão recolhidas no inicio de Agosto.

Muito obrigado

Foram colocadas 27 armadilhas em candeeiros de iluminação pública no centro histórico de Povoação. O objectivo destas é a captura de insectos atraídos pela luz para verificar a ocorrência de térmita de madeira seca, espécie Cryptotermes brevis.
Segue, em baixo, informação acerca das armadilhas:
- A armadilha não tem qualquer tipo de substância tóxica;
- É feita de material plástico e cola;
- É uma armadilha habitualmente utilizada em agricultura em protecção integrada e/ou biológica;
- Não é atraente para as térmitas ou outros insectos xilófagos;
- Caso alguma seja encontrada no chão, esta, poderá ser entregue aos Vigilantes da Natureza .
Serão recolhidas no inicio de Agosto.

Muito obrigado

Foram colocadas 20 armadilhas em candeeiros de iluminação pública no centro histórico de Nordeste. O objectivo destas é a captura de insectos atraídos pela luz para verificar a ocorrência de térmita de madeira seca, espécie Cryptotermes brevis.
Segue, em baixo, informação acerca das armadilhas:
- A armadilha não tem qualquer tipo de substância tóxica;
- É feita de material plástico e cola;
- É uma armadilha habitualmente utilizada em agricultura em protecção integrada e/ou biológica;
- Não é atraente para as térmitas ou outros insectos xilófagos;
- Caso alguma seja encontrada no chão, esta, poderá ser entregue aos Vigilantes da Natureza .
Serão recolhidas no inicio de Agosto.

Muito obrigado

Foram colocadas 30 armadilhas em candeeiros de iluminação pública no centro histórico de Vila Franca. O objectivo destas é a captura de insectos atraídos pela luz para verificar a ocorrência de térmita de madeira seca, espécie Cryptotermes brevis.
Segue, em baixo, informação acerca das armadilhas:
- A armadilha não tem qualquer tipo de substância tóxica;
- É feita de material plástico e cola;
- É uma armadilha habitualmente utilizada em agricultura em protecção integrada e/ou biológica;
- Não é atraente para as térmitas ou outros insectos xilófagos;
- Caso alguma seja encontrada no chão, esta, poderá ser entregue aos Vigilantes da Natureza .
Serão recolhidas no inicio de Agosto.

Muito obrigado e um bom S. João :)

Quer que o seu escola/colégio seja a primeira Escola/colégio em Angra do Heroísmo?

Clique aqui para solicitar o seu anúncio patrocinado.

Vídeos (mostrar todos)

Soldado da espécie Reticlitermes grassei

Localização

Categoria

Entre em contato com a escola/colégio

Telefone

Endereço


Rua Capitão João D´Ávila, Pico Da Urze
Angra Do Heroísmo
9700-042

Horário de Funcionamento

Segunda-feira 00:00 - 23:59
Terça-feira 00:00 - 23:59
Quarta-feira 00:00 - 23:59
Quinta-feira 00:00 - 23:59
Sexta-feira 00:00 - 23:59
Sábado 00:00 - 23:59
Domingo 00:00 - 23:59
Outra Formação em Angra do Heroísmo (mostrar todos)
Angra - Ginásio da Educação Da Vinci Angra - Ginásio da Educação Da Vinci
Rua Frei Diogo Das Chagas, Nº 24/28
Angra Do Heroísmo, 9700-087

Nos Ginásios da Educação Da Vinci não se pratica o físico, exercita-se o cérebro.

Escolinhas da Patinagem Escolinhas da Patinagem
Angra Do Heroísmo, 9700

Promover a patinagem na nossa ilha!

Teach English Step By Step Teach English Step By Step
Angra Do Heroísmo
Angra Do Heroísmo, 9700

ESL teaching resources - worksheets, flashcards, board games, ppt games, dominoes, posters...- from the the 1st to the 6th grade.

Mat4U Mat4U
Avenida Álvaro Martins Homem, 12 R/C
Angra Do Heroísmo

Mat 4U - Centro de Explicações em Angra do Heroísmo de Matemática do 5º ao 12º, funcionando como Ginásio, ou seja, sem horário nem dias fixo para o alunos.

Chama-lhe Nomes Chama-lhe Nomes
Angra Do Heroísmo, 9700-042

12 espécies de insetos endémicos dos Açores foram batizados com nomes comuns. Vem ver como se chamam e quem os batizou! OBRIGADO a todos os que participaram!

Associação para a Ciência e Desenvolvimento dos Açores Associação para a Ciência e Desenvolvimento dos Açores
Canada Da Penha De França, Pico Da Urze, São Pedro
Angra Do Heroísmo, 9700-149

A ACDA é uma associação sem fins lucrativos que visa a promoção da ciência e do desenvolvimento regional, e entidade formadora certificada pela DREQP.

Analeitaomktdigital.com Analeitaomktdigital.com
Santa Luzia
Angra Do Heroísmo, 9700

Ana Leitão: Consultora de Marketing, especializada em Marketing Online. Formadora na área do Marketing Digital para Empresas e Individuais.

Grupo de Teatro Galáxia Grupo de Teatro Galáxia
Angra Do Heroísmo
Angra Do Heroísmo, 9700-160

Somos uma associação sem fins lucrativos, que tem como linha orientadora da sua ação a Educação pela Arte.

Grupo Desportivo BR São Mateus PORTO Grupo Desportivo BR São Mateus PORTO
Bravio Sao Mateus N5
Angra Do Heroísmo, 9700-564

Bem ... Este clube para quem não sabe é de são Mateus pratica futebol no Intel a muitos anos se não me engano a meio século

Associação Portuguesa para o desenvolvimento Regional Associação Portuguesa para o desenvolvimento Regional
Rua Capitão João D'Ávila
Angra Do Heroísmo, 9700-042

A APDR é uma associação científica privada sem fins lucrativos que visa contribuir para a inovação, aprofundamento e divulgação de conhecimentos no âmbito do desenvolvimento regional

ET - Emergency Training ET - Emergency Training
Rua Do Barreiro
Angra Do Heroísmo, 9700 ANGRA DO HEROÍSMO

Formação e Simulação Médica do Doente Crítico #ET