Matemática para a VIda

Matemática para a VIda

Contact information, map and directions, contact form, opening hours, services, ratings, photos, videos and announcements from Matemática para a VIda, Education, .

Espaço digital dedicado a educação matemática e todas as experiências relacionadas ao raciocínio lógico dedutivo confortável aos aprendizes da ciência primordial

13/12/2021

Me mandem dúvidas...

29/07/2021

Saudações a todos os alunos e amigos que tem incentivado o crescimento desta página.
Eu sou o professor Caio Fernando Rossi, sou bacharel em Ciência & Tecnologia, Licenciado em Matemática e Bacharel em Matemática pela Universidade Federal do ABC.
Leciono a aproximadamente 15 anos diversas disciplinas mas obviamente me dedico a Matemática.
Antes de qualquer coisa eu sou um completo apaixonado por esta que é conhecida como a Rainha das Ciências e a ela devo muita coisa e minha vida.
Está página foi criada com o intuito de divulgar, compartilhar e educar pessoas dentro do conhecimento Matemático porém devido a outras atividades a que me dedico em minha vida acabei deixando de lado este veículo de conhecimento. No entanto nas últimas semanas pude acompanhar o crescente aumento do engajamento nesta página e não pude mais ficar omisso sabendo que muito alunos estão em busca deste saber que é tão belo e libertador.
Sendo assim decido retornar as atividades desta página divulgando e compartilhando conhecimento com todos os interessados aqui presentes.
Para isto preciso da ajuda de vocês. Quero que me digam como podemos nos comunicar da melhor forma para que eu possa sanar as duvidas e sede de conhecimento de todos sem nenhuma exceção.
Pensei incialmente na criação de uma comunidade no Telegram para que possamos ter uma conversa mais próxima e mais rápida.
Segundamente, quero dizer que criei um Instagram desta página e peço a ajuda de vocês para que sigam este perfil onde postarei na medida do possível conteúdos matemáticos de diversos tipo de acordo com a demanda de vocês.
Terceiro gostaria de organizar lives e aulas ao vivo para que todos possam participar e aprender mais e mais.
Por hora é isso que eu tenho a dizer amigos.
Deixem seu comentários aqui e me ajudem a decidir uma forma de comunicação viável para que possamos no entender melhor.
Agradeço a todos e tenham um lindo dia!

04/02/2020

Esta é uma página voltada integralmente para educação matemática em todos os seus sentidos. Aqui qualquer aprendiz da arte da Matemática poderá encontrar conteúdos nas diversas áreas dessa ciência assim como exercícios propostos, resolvidos, vídeo aulas e cultura matemática em geral e também um pouco da minha própria história de relação com a rainha das ciências.
Espero que gostem e absorvam o máximo de conhecimento possível.
Um forte abraço a todos.

Want your school to be the top-listed School/college?

A Matemática na minha Vida

Decidi aqui contar um pouco da minha relação com a Matemática, a quem eu gosto de chamar em alusão aos grandes matemáticos de nossa história, a Rainha das Ciências, e como tudo começou nesta longa trajetória de envolvimento com o pensamento lógico.

Minha história com esta arte não começa de outra forma senão como a da maioria dos estudantes do ensino básico que encontramos em qualquer escola fundamental: traumatizante...rsrsrs. Com exceção do primário, durante todo o ensino fundamental e médio a Matemática sempre foi um tormento na minha vida. Até o sexto ano do ensino fundamental eu ainda, com muito esforço, conseguia manter notas medianas suficientes para conseguir completar o ano sem grandes prejuízos para minha formação, no entanto a partir do sétimo ano desta fase escolar minhas notas eram sempre muito ruins. Nota vermelha era um apelido carinhoso para as minha notas porém em todas as outras disciplinas minhas notas eram excelentes e sempre muito acima da média. O resultado era que todo ano eu passava com notas extremamente altas em todas as disciplinas do currículo e reprovava em Matemática. Era realmente frustrante. Acabava passando de ano pelo conselho de classe, algo que era agoniante. Aquela sensação horrível de ser possivelmente reprovado depois de um ano inteiro de estudos, o qual eu havia me dedicado sim e muito mas quando chegava na Matemática era um desastre. Era incrível como no ensino médio, mesmo nas disciplinas correlatas como física e química eu ainda continuava muito bom. Não existia a menor possibilidade de reprovar nessas matérias mas em Matemática continuava a mesma tristeza de sempre e aquela rotina anual começou a se tornar comum. Todo ano era a mesma coisa: estudar e me dedicar muito, se matar de estudar Matemática, ser aprovado em todas a disciplinas com notas altas e ser reprovado sistematicamente a cada bimestre em Matemática até que no fim do ano a única esperança que restava era a o famigerado conselho de classe. O reduto dos maus alunos, última chance de ser aprovado no ano letivo e a mesma agonia de todo ano. Mas como eu sustentava notas excelentes em todas as outras disciplinas eu acabava sempre passando e sempre sentindo o mesmo alívio toda vez.

Bem, durante todo o ensino médio eu me envolvi muito com a biologia e fiquei muito ligado a esta área. Eu tinha uma facilidade inata com a área. Até hoje tenho na verdade. E ainda por cima a meu contato com as matérias de biologia coincidiram justamente com eventos que levaram a clonagem da ovelha Dolly, o primeiro clone do mundo. Eu ficava maravilhado com tudo aquilo e quanto mais estudava mais decidido que ficava com relação ao meu futuro. Eu queria ser biólogo. Eu continuei cursando o ensino médio mas sempre buscando ler e me informar sobre novas pesquisas científicas sobre todo tipo de tema relacionado à área alimentando cada vez meu projeto de carreira e de vida. Foi quando numa conversa casual com minha professora de biologia ela acabou com meu sonho...rsrsr. Lembro claramente dela me falando : “ Você quer ser biólogo ?! Quer passar fome ?”. Aquelas palavras ecoaram na minha mente por um bom tempo. Eu era apaixonado por tudo aquilo mas segundo ela minha carreira e meu futuro seriam uma lástima e aquilo mais uma vez me frustrou. De que forma eu podeira me dedicar a ciência e a pesquisa se não teria nem o que comer...rsrsrs. Ainda buscando, em conversas com profissionais da área, fui descobrindo que para fazer o que eu queria não deveria me forma em biologia mas sim medicina. Para pesquisar e fazer ciência na prática eu deveria ter uma assinatura de médico pois sem isso não teria a autoridade necessária para, por exemplo, pesquisar clones...rsrsrsr. Então quando sai do ensino médio (finalmente) me dediquei a prestar os vestibulares das mais importantes universidades do estado nos cursos de medicina. USP, UNICAMP, UNESP e principalmente a UNIFESP, a Escola Paulista de Medicina foram algumas delas. Apesar de chegar muito perto a concorrência era enorme e eu não tinha dinheiro para pagar uma faculdade particular. Eu quase sempre passava mas quase não era o suficiente. Durante dois anos e meio eu estudei muito para ser aprovado em diversos vestibulares e sempre me focando nos quatro citados acima. Neste tempo eu descobri que a verdadeira ciência e pesquisa da medicina chamava-se biomedicina e foi assim que eu me alternava em me inscrever ora nos cursos de medicina, ora nos cursos de biomedicina das principais universidades públicas do Brasil. Em todo este tempo de estudo eu praticamente só me dedicava a estudar física e matemática pois eu não tinha dificuldade nenhuma nas outras matérias e como um reflexo do ensino médio eu continuava a com altas notas nas matéria que eram Matemática..rsrsr. Aconteceu que eu fui ficando muito bom em Matemática e Física, afinal eu passava quase 18 horas só estudando e resolvendo exercícios de todo tipo dessas matérias. Mas ainda sim não era algo intuitivo, eu apenas me dedicava a responder todos aqueles problemas com técnicas que aprendia de maneira bitolada. Nada que me inspirava raciocínio, lógica ou dedução. Mas de qualquer maneira eu comecei a ficar muio muito bom.

Ao final desses dois anos e meio de estudos dedicados a aprovação nos vestibulares de medicina e biomedicina nas mais importantes universidades do Brasil, ainda sem sucesso, um amigo me propôs prestar um vestibular que ele faria dali algum tempo. Uma universidade federal nova que abriria no próximo ano. Eu fui procurar saber mais e quais cursos esta universidade disponibilizaria aos alunos. Pra minha decepção não tinha nem medicina e nem biomedicina mas tinha um curso que me chamou a atenção: engenharia biomédica. Isto foi o suficiente. Eu prestei e passei !

Telephone

Website